CEO da Impossible diz que indústria da carne se tornará obsoleta

"Essa é a nossa missão. Essa transformação é inevitável”, disse Patrick Brown ao apresentador Jim Cramer, da rede de TV CNBC

As pessoas estão cada vez mais conscientes de que produtos à base de vegetais substituirão completamente os produtos à base de animais no mundo dos alimentos” (Foto: Jean Baptiste Lacroix/Getty Images)

Na terça-feira (23), durante entrevista à rede de TV CNBC, Patrick Brown, CEO da Impossible Foods, empresa que está na vanguarda do mercado de alternativas à carne nos EUA, disse que é só uma questão de tempo para a indústria da carne se tornar obsoleta.

Ele frisou mais uma vez que em 15 anos o mercado deve contar com versões à base de vegetais de todos os alimentos de origem animal que as pessoas mais consomem.

“É por isso que acho que as pessoas estão cada vez mais conscientes de que produtos à base de vegetais substituirão completamente os produtos à base de animais no mundo dos alimentos. Essa é a nossa missão. Essa transformação é inevitável”, disse o CEO ao apresentador Jim Cramer.

Meta é substituir animais como alimentos até 2035

Para ampliar a penetração de seus produtos, a Impossible está firmando parcerias com mais redes de supermercados e de fast food, aumentando também sua atuação no setor de food service, que tem sido um dos preferidos das empresas que produzem versões vegetais de alimentos de origem animal com fins de alcançar um número maior de consumidores.

Em março, Patrick Brown declarou em entrevista ao site de finanças MarketWatch que irão substituir animais como alimentos em menos de duas décadas.

Brown é da opinião de que criando alternativas à base de vegetais para todos os tipos de carnes mais consumidas que estão no mercado global hoje, e com sabor, textura e preço que conquistem o consumidor, não haverá mais motivos para as pessoas continuarem se alimentando de animais – nem mesmo aquelas que não se imaginam abdicando desse consumo – e esta é a meta até 2035.

É preciso ampliar ritmo de pesquisa e produção

Para alcançar esse objetivo, o CEO da Impossible Foods, que vê um futuro mais promissor e inovador em relação às imitações de carne, diz que é preciso ampliar o ritmo de pesquisa e produção de alternativas à carne para que a cada ano seja possível dobrar o número de vendas e de produção pelos próximos 15 anos.

“Não há dúvida de que o que está limitando nossa expansão com os produtos que já somos capazes de produzir não é a demanda, não é realmente o acesso aos canais de distribuição, é a nossa capacidade de produção em escala.”

Produção em escala faz parte do conceito de economia de escala, em que se utiliza novos meios para reduzir o custo médio de um determinado produto, permitindo assim sua expansão em novos mercados e mais acesso por parte dos consumidores.

Clique aqui e saiba mais sobre a Impossible Foods.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here