Covid-19 força cancelamento da “Corrida de Touros” na Espanha

Agora a PETA está aproveitando a ocasião para tentar motivar o poder público de Pamplona a cancelar a “Corrida de Touros” para sempre

Na “Corrida de Touros”, os animais são provocados pelas pessoas enquanto correm pelas ruas da cidade (Foto: RTVE ES)

De acordo com informações da organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA), a famosa “Corrida de Touros” (“Encierro” em espanhol), realizada anualmente em Pamplona, na Espanha, como parte da Festa de San Fermín, foi cancelada este ano.

Na “Corrida de Touros”, os animais são provocados pelas pessoas enquanto correm pelas ruas da cidade. Mais tarde, são mortos nas touradas. A PETA classificou as duas atividades como remanescentes de um tempo em que as pessoas não acreditavam que os animais sentem dor.

O evento que seria realizado em julho teve seu cancelamento confirmado pelo Conselho Administrativo de Pamplona, que, além da “Corrida de Touros”, cancelou todas as celebrações de San Fermín.

Agora a PETA está aproveitando a ocasião para tentar motivar o poder público da cidade a cancelar a “Corrida de Touros” não apenas este ano, mas para sempre. A organização lembra que o evento já não atrai tanto público quanto antes e está oferecendo à Pamplona o equivalente a quase R$ 1,5 milhão para desistir do “Encierro”.

Em 2019, um homem de 74 anos, identificado como Juan José Varo, recebeu várias chifradas durante o Toro Embolao, evento de “corrida de touros” realizado em Vejer de la Frontera, na província de Cádiz, no domingo de Páscoa.

Antes da reação, o animal foi provocado por populares, ficou visivelmente estressado e atacou o homem que não conseguiu se pendurar na grade de proteção. Encaminhado ao hospital, não resistiu aos ferimentos e faleceu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here