Pesquisar
Close this search box.

Há 45 anos, Pedro Lauro defendeu proibição da caça em todo o Brasil

Segundo Pedro Lauro, não havia outra alternativa a não ser a proibição total e definitiva da caça em todo o país (Fotos: Acervo Câmara)

Há 45 anos, o então deputado federal Pedro Lauro Domaradzki (MDB-PR) defendeu a proibição da caça em todo o Brasil.

“Ora, a fauna brasileira, conforme é amplamente sabido, já não comporta (nem suporta) qualquer tipo de permissão para caçar ou apanhar animais, ainda que com finalidades esportivas, eis que se encontra à beira do desaparecimento total, inclusive nas regiões menos acessíveis ao homem”, argumentou o deputado em 1976.

Em oposição à caça, Pedro Lauro apresentou o Projeto de Lei 2421/1976, em que classificou a Lei de Proteção à Fauna (5.197/1967) como falsa no que se propunha a ser.

“Fala em ‘proteção à fauna’, na verdade é um repositório de permissões, perseguição, destruição, caça ou apanhe de espécimes silvestres”, criticou.

“Proibição total e definitiva” 

Segundo o deputado, embora a legislação “buscasse dar especial ênfase” à responsabilidade do Estado em relação aos animais, o que incluía algumas vedações específica contra a caça, o fato é que também a regulamentava, permitindo-a em “determinadas ocasiões”, beneficiando caçadores amadores e profissionais.

“Se quisermos proteger mesmo o que nos resta da outrora maravilhosa e invejável fauna silvestre brasileira, não há outra alternativa senão a da proibição total e definitiva”, justificou Pedro Lauro Domaradzki, destacando que esse era o objetivo de seu projeto de lei que buscava corrigir “uma imperfeição” na legislação que pouco ajudava os animais silvestres.

“As leis que atualmente vigem a respeito da questão, são meros paliativos, daí a indispensabilidade da proposição oferecida à consideração da Casa”, comentou o deputado que teve sua proposta arquivada em 1978.

Saiba Mais

Se aprovada, a proposta de Pedro Lauro Domaradzki teria entrado em vigor no dia 1º de Janeiro de 1977, proibindo qualquer tipo de caça, amadora ou profissional.

Jornalista (MTB: 10612/PR) e mestre em Estudos Culturais (UFMS).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *