McCartney protagoniza nova campanha contra testes em animais

Em campanha lançada hoje (23) pela PETA, Paul McCartney é o protagonista do vídeo “Looking For Changes”, inspirado na música lançada pelo ex-Beatle em 1993

Na música, McCartney cita a crueldade das experiências com macacos, coelhos e gatos – que envolvem desde pesquisas científicas até testes de produtos como cigarros (Foto: Divulgação)

Em campanha lançada hoje (23) pela organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA), o músico Paul McCartney é o protagonista do vídeo “Looking For Changes”, inspirado na música lançada pelo ex-Beatle em 1993.

McCartney cedeu os direitos da música à PETA para a produção de um clipe em animação que questiona e rejeita a validade dos testes em animais e suplica por mudanças, defendendo que “temos condições de fazer melhor”, ou seja, sem usar e abusar de animais.

Em comunicado divulgado pela organização, Paul McCartney justificou que ele ainda continua procurando por mudanças que possam livrar os animais dos laboratórios. “As experiências com animais não são éticas – são uma falha colossal e uma perda de tempo e dinheiro. Podemos e devemos fazer melhor”, reforça.

Na música, McCartney cita a crueldade das experiências com macacos, coelhos e gatos – que envolvem desde pesquisas científicas até testes de produtos como cigarros.

O ex-Beatle participa de campanha em defesa dos animais há décadas e já relatou inúmeras vezes que a sua motivação para não consumir animais veio de uma experiência nos anos 1970, quando ele e Linda olharam pela janela e viram cordeiros felizes saltitando.  “Foi como se a ficha tivesse caído, a lâmpada acendeu. Vimos que poderíamos simplesmente desistir disso. Acabei percebendo que eu estava tirando a vida dos animais”, disse em entrevista à jornalista Barbara Ellen, publicada no The Guardian em 18 de julho de 2010.

McCartney atribui a Linda, falecida em 1998, a sua abstenção do consumo de carne. Sua esposa inclusive atraiu muita atenção com seus livros de receitas sem carne. “Ela tinha um jeito, uma força não agressiva, e muitos de nossos amigos se tornaram vegetarianos por causa disso”, explicou.

“Se os matadouros tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos” se tornou uma das citações mais populares entre vegetarianos e veganos desde 2009. A frase foi dita pelo compositor britânico Paul McCartney no documentário “Glass Walls” ou “Paredes de Vidro”, que apresenta a realidade dos animais explorados para consumo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here