Esportes

Atleta vegano bate dois recordes de levantamento de peso nos EUA

Ao Great Vegan Athletes, Crandall disse que fez a transição para o veganismo no final de 2017 (Fotos: Divulgação)

Nos EUA, antes dos 25 anos, o atleta vegano Bradie Crandall bateu dois recordes estaduais de levantamento de peso.

O recorde de 270 quilos no agachamento livre foi garantido este ano no estado da Pensilvânia, onde ele se classificou para o Campeonato Mundial da Associação de Powerlifting dos EUA (USPA).

Além do recorde na Pensilvânia, Crandall também é recordista pelo estado da Carolina do Sul no levantamento terra – com a marca de 280 quilos conquistada em 2019.

Ao Great Vegan Athletes, ele disse que fez a transição para o veganismo no final de 2017. Então seus recordes foram conquistados quando ele já havia se tornado vegano.

Motivado por uma preocupação ambiental

Sua principal motivação para não consumir alimentos e outros produtos de origem animal são as mudanças climáticas, que é tema de sua pesquisa de doutorado em engenharia química.

“A compreensão das causas das mudanças climáticas levou à descoberta de que os produtos de origem animal têm um grande impacto no meio ambiente. Além disso, uma dieta baseada em produtos de origem animal não é mais sustentável à medida que a população cresce rapidamente”, declarou Bradie Crandall ao GVA.

“Embora esteja claro para mim que a ação individual por si só nunca resolverá as mudanças climáticas, eu não conseguia dormir à noite sabendo que estava apoiando uma indústria com um impacto tão prejudicial para o clima da Terra. O consumo de produtos de origem animal estava em conflito fundamental com meu trabalho voltado à crise climática.”

Proteínas, carboidratos e gorduras

Segundo Crandall, a maior parte de sua ingestão de proteína é proveniente de tofu, carnes vegetais (incluindo seitan), feijões, lentilhas, leite de soja, sementes de abóbora, nozes, edamame e outros produtos à base de grãos ricos em proteínas.

O atleta revelou também que consome proteína vegetal em pó de ervilha e arroz, que segundo ele tem um perfil de aminoácidos essenciais melhor do que o do whey protein.

Já em relação aos carboidratos, Bradie Crandall consome arroz, batata, aveia, macarrão, frutas e outros vegetais que são boas fontes de glicídios.

“Obtenho a maior parte das minhas gorduras saudáveis de abacates, azeite, pasta de amendoim e de amêndoa, nozes e sementes”, informa.

Clique aqui para consultar os melhores resultados obtidos pelo atleta vegano.

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Quanto vale a vida de um animal?

Viu um bezerro caído na estrada. “Foi atropelado?” Parou o carro e desceu. O animal…

2 semanas ago

Uma lâmina serve quanta violência no matadouro?

Ver um animal vivo e pouco depois observá-lo morto causou-lhe mal-estar. Estava ali para testemunhar…

3 semanas ago

Como os porcos vivem pouco

Não faz aniversário. Não passa de meio ano de vida. O que pode ser comemorado…

3 semanas ago

SP: Santuário Filhos de Shanti precisa de doações com urgência

Com sede em Pindamonhangaba (SP), o Santuário de Animais Filhos de Shanti está pedindo ajuda para arrecadar…

3 semanas ago

Mercado de alimentos veganos crescerá 42% até 2025

Um relatório da Business Research Company estima que o mercado de alimentos veganos crescerá 42%…

3 semanas ago

Novilha é enviada para santuário após escapar de matadouro em NY

Uma novilha que escapou este mês de um matadouro da cidade de Nova York foi…

3 semanas ago