Notícias

Investigação expõe crueldade na produção de ovos no Japão

(Imagem: PETA/Reprodução)

Uma investigação da organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA) realizada no Japão está expondo a crueldade na produção de ovos. Em um vídeo de pouco mais de dois minutos, a organização defende que a maneira mais eficaz de não contribuir com a crueldade na produção de ovos é deixando de consumi-los.

Desta vez a entidade chama a atenção para o fato de que as filmagens registradas nas granjas Miyapo, que fornece ovos para grandes fabricantes de alimentos do Japão, entre eles supostamente a Kewpie, que produz a maionese mais popular do país, com 30% de ovos na composição, retratam o triste cotidiano das aves engaioladas por toda a vida para atender as predileções dos consumidores.

Como resultado da investigação, a PETA pede que a Kewpie altere sua fórmula e não utilize mais ovos na fabricação de sua maionese. O pedido é acompanhado de um vídeo que mostra o diário descarte de galinhas doentes ou pouco produtivas, o que é comum no mundo todo, incluindo o Brasil.

O vídeo mostra aves sendo sufocadas até a morte dentro de sacos plásticos após serem consideradas improdutivas. Há galinhas que compartilham a mesma gaiola com outras que morreram entre as grades de arame depois de colocarem a cabeça para fora.

“Galinhas doentes e feridas são mantidas em gaiolas tão pequenas que nem conseguem abrir as asas”, informa a PETA. “Muitas estavam tão estressadas que arrancavam suas próprias penas.”

“Encontramos galinhas enroscadas em telas de arame”

O vídeo também expõe exemplos de galinhas que sofreram de prolapso uterino, uma dolorosa condição que surge quando são forçadas a irem além de sua capacidade natural de produção de ovos.

“Encontramos galinhas enroscadas em telas de arame, que foram ignoradas e deixadas agonizando até a morte. Depois que morreram, os funcionários deixaram seus corpos apodrecendo ao lado de suas companheiras ainda vivas.”

Segundo a PETA, a realidade na granja Miyapo não é a exceção, mas sim a regra da grande produção industrial de ovos no mundo todo, já que esse sistema existe em consequência da alta demanda por ovos.

Vale lembrar que no mês passado a PETA lançou um vídeo denunciando realidade semelhante envolvendo a Ise Foods, maior produtora de ovos do Japão e que recebeu certificação para fornecer ovos durante as Olimpíadas de Tóquio.

Saiba Mais

No Brasil, cerca de 70 milhões de galinhas poedeiras vivem em gaiolas de bateria.

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Como a violação sexual de animais pode ser normalizada?

Como a violação sexual de animais pode ser institucionalizada e normalizada? Quando fala-se em “reprodução…

12 horas ago

Por que comemos criaturas de vontades?

Não é difícil olhar para um animal e reconhecê-lo como criatura de vontades, porque seu…

1 dia ago

Quem se importa com o sofrimento dos frangos?

No Brasil, há sempre mais frangos sendo transportados para os matadouros do que bovinos e…

2 dias ago

Brasília: Picnik Festival terá área vegana coordenada mais uma vez pela FALA

Em uma edição especial no mês das tradicionais festas juninas, o Picnik Festival terá novamente…

2 dias ago

SP: VegNice realiza mais uma Festa Junina Vegana

No domingo (26), o bairro da Liberdade, em São Paulo (SP), recebe mais uma Festa…

2 dias ago

Há uma forma certa de matar quem não quer morrer?

Imagine que matemos animais para consumo sem impor-lhes qualquer dor, que há um meio de…

3 dias ago