Notícias

Marcha pelo Dia do Veganismo ganha as ruas de Recife

Manifestantes atravessaram a Avenida Rio Branco, no Boulevard, sentido à praça do Marco Zero, no Recife Antigo (Fotos: Divulgação/269life Nordeste/Vozes em Luto Nordeste)

No último sábado (2), dezenas de ativistas dos direitos animais participaram da Marcha pelo Dia Mundial do Veganismo em Recife (PE). Com o lema “Contra o especismo, pelo direito à vida”, os participantes carregaram cartazes, faixas e bandeiras motivando os passantes a considerarem a importância do veganismo em oposição à exploração animal que envolve as mais diversas formas de consumo.

“Explicamos a questão da essência do veganismo e todo o holocausto causado a todos os animais que sofrem por causa do especismo, sendo os animais não humanos as vítimas diárias desse preconceito”, frisam os movimentos 269life Nordeste e Vozes em Luto Nordeste, idealizadores da marcha que teve o apoio do Guerra Urbana Punk e Núcleo Punk Vegan.

Os manifestantes atravessaram a Avenida Rio Branco, no Boulevard, sentido à praça do Marco Zero, no Recife Antigo. Ativistas de cidades como Chã Grande, Caruaru, Cabo de Santo Agostinho, Abreu e Lima e Vitória de Santo Antão também participaram da marcha.

No trajeto, o grupo parou em frente a um restaurante e usou um megafone para discursar de forma pacífica sobre a realidade por trás da indústria da carne, que depende da massiva matança de animais. Os ativistas foram aplaudidos por algumas pessoas que estavam no estabelecimento e que entenderam o propósito da mensagem, segundo o 269life Nordeste e Vozes em Luto Nordeste.

A manifestação contou ainda com a participação de coletivos como Dhuzati e Cozinha Abolicionista. A marcha também foi marcada por flores brancas, pedido de paz, fundo musical, discurso e salva de palmas para todos os animais mortos diariamente e reduzidos a alimentos e outros produtos.

O que é especismo?

Cunhado pelo psicólogo britânico Richard D. Ryder em 1970, o termo especismo se refere a uma forma de discriminação que se baseia na ideia de que pelo fato do ser humano considerar outros seres sencientes inferiores, ele ignora seus interesses em não sofrer.

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

O que é a carne?

O que é a carne? Sempre que falamos em carne é mais comum uma primeira…

17 horas ago

Como a violação sexual de animais pode ser normalizada?

Como a violação sexual de animais pode ser institucionalizada e normalizada? Quando fala-se em “reprodução…

2 dias ago

Por que comemos criaturas de vontades?

Não é difícil olhar para um animal e reconhecê-lo como criatura de vontades, porque seu…

3 dias ago

Quem se importa com o sofrimento dos frangos?

No Brasil, há sempre mais frangos sendo transportados para os matadouros do que bovinos e…

4 dias ago

Brasília: Picnik Festival terá área vegana coordenada mais uma vez pela FALA

Em uma edição especial no mês das tradicionais festas juninas, o Picnik Festival terá novamente…

4 dias ago

SP: VegNice realiza mais uma Festa Junina Vegana

No domingo (26), o bairro da Liberdade, em São Paulo (SP), recebe mais uma Festa…

4 dias ago