Notícias

Rússia inicia processo de libertação de 100 baleias

A campanha pela libertação das belugas e orcas na Rússia começou em novembro de 2018 (Foto: Getty)

A Rússia iniciou ontem (20) o processo de libertação de 100 orcas e belugas mantidas em cativeiro por meses no extremo Oriente do país. A decisão de libertá-las veio após uma onda de protestos e apelos internacionais de defensores dos direitos animais, além de algumas celebridades como o ator Leonardo DiCaprio.

Ontem, duas orcas e seis belugas foram libertadas e o momento foi transmitido pela TV. Depois de passarem quase oito meses em reservatórios de água, as baleias percorrerão mais de 1,7 mil quilômetros até chegarem às Ilhas Shantar, no Mar de Okhotsk, onde foram capturadas no ano passado.

A decisão de soltá-las no seu próprio habitat foi influenciada pelo apelo de um grupo internacional de cientistas e especialistas em mamíferos marinhos, incluindo Jean-Michel Cousteau, da Ocean Futures Society e Charles Vinick, diretor executivo do Whale Sanctuary Project.

As baleias haviam sido capturadas por quatro empresas privadas que se valeram de brechas na lei russa para obter permissão para capturar esses animais com a finalidade de vendê-los à China, onde passariam o resto de suas vidas se apresentando em parques temáticos.

Em março , o ministro da ecologia, Dmitry Kobylkin havia confirmado que as baleias seriam libertadas, mas enfatizou que isso não poderia ser feito de qualquer jeito. Então elas começaram a ganhar a liberdade ontem.

A campanha pela libertação das belugas e orcas na Rússia começou em novembro de 2018 por iniciativa da russa Anastasia Ivanova, que denunciou que havia a possibilidade dos animais serem encaminhados para aquários na China, onde seriam usados como entretenimento.

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Visualizar comentários

  • A China é uma exploradora assumida, é claro que todo país que explora ou mata seres sencientes inocentes comete um crime irreversível. A China que nos aguarde!

Posts Recentes

Plataforma vegana oferece acesso gratuito a 90 filmes

A plataforma vegana de filmes por streaming VegMovies está oferecendo acesso gratuito a 90 filmes…

12 horas ago

Chega ao Brasil colágeno vegano bioidêntico para produtos alimentícios e de beleza

Como muitos produtos dermocosméticos, incluindo as balas gummies, possuem em suas composições ingredientes de origem…

13 horas ago

O que leva alguém a trabalhar matando animais?

Há inúmeras respostas e inferências sobre o que leva a alguém a trabalhar matando animais.…

15 horas ago

Delivery vegano registra 70% de crescimento no Brasil

No primeiro trimestre de 2022, a foodtech de delivery vegano Veggi teve crescimento de 70%…

1 dia ago

Senado votará PL que proíbe uso de animais no ensino, pesquisa e desenvolvimento de cosméticos

Com parecer favorável do senador e relator Alessandro Vieira (PSDB-SE), o Projeto de Lei da…

2 dias ago

A pedido de consumidores, Argentina determina identificação de produtos veganos

O governo argentino anunciou esta semana a resolução 5/2022, publicada no Diário Oficial, que atualiza…

2 dias ago