Notícias

SVB relança campanha “Se você ama um, por que come o outro?” em painéis nos metrôs de SP

“A compaixão pelos animais, não só os chamados de ‘estimação’, é algo que todos devemos cultivar. E todos nós temos esse potencial de empatia, basta ser despertado”

Ontem (3), painéis eletrônicos e estáticos das estações Pinheiros, Paulista e República, da linha amarela do metrô da capital paulista, ganharam imagens da campanha “Se você ama um, por que come o outro?”, da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB).

A iniciativa, lançada pela primeira vez em 2013, retorna em 2021 com mais força, considerando o contexto conturbado e de urgência que vivemos, de profundas reflexões sobre hábitos cotidianos e seus impactos no mundo.

O ator e roteirista Emiliano d’Avila, que é o embaixador da campanha, diz que levar ao metrô de São Paulo esse questionamento, que guarda um importante princípio ético, é um passo na massificação dessa ideia.

“A compaixão pelos animais, não só os chamados de ‘estimação’, é algo que todos devemos cultivar. E todos nós temos esse potencial de empatia, basta ser despertado.”

Por meio da pergunta “se você ama um”, fazendo alusão aos animais com quem as pessoas mais convivem em casa, como o cachorro ou gato, “por que come o outro?”, referindo-se aos criados para o abate, como o porco, galinha ou vaca, a SVB pretende provocar os passageiros do metrô de São Paulo para uma reflexão sobre o assunto. 

“No fundo, todos queremos ser compassivos”

“A nossa relação com os animais e aquilo que colocamos no prato são temas que dificilmente nos questionamos a respeito. São hábitos cotidianos que, muitas vezes, somos levados a acreditar que não têm relevância ou impacto no mundo, mas tem”, diz o presidente da SVB, Ricardo Laurino. 

“No fundo, todos queremos ser compassivos e justos com os animais, precisamos apenas de coragem e estímulo para rompermos com heranças culturais que nos cegam.”

A campanha também conta com ações on-line e off-line que envolvem filtro no Instagram, camisetas para venda no site da SVB e um vídeo.

Os painéis espalhados pelas estações e em prédios comerciais estarão disponíveis, a princípio, por 28 dias. Mas simpatizantes da causa podem contribuir para que continue alcançando mais pessoas, fazendo doações pelo site oficial sevoceama.com.br

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Plataforma vegana oferece acesso gratuito a 90 filmes

A plataforma vegana de filmes por streaming VegMovies está oferecendo acesso gratuito a 90 filmes…

11 horas ago

Chega ao Brasil colágeno vegano bioidêntico para produtos alimentícios e de beleza

Como muitos produtos dermocosméticos, incluindo as balas gummies, possuem em suas composições ingredientes de origem…

12 horas ago

O que leva alguém a trabalhar matando animais?

Há inúmeras respostas e inferências sobre o que leva a alguém a trabalhar matando animais.…

14 horas ago

Delivery vegano registra 70% de crescimento no Brasil

No primeiro trimestre de 2022, a foodtech de delivery vegano Veggi teve crescimento de 70%…

1 dia ago

Senado votará PL que proíbe uso de animais no ensino, pesquisa e desenvolvimento de cosméticos

Com parecer favorável do senador e relator Alessandro Vieira (PSDB-SE), o Projeto de Lei da…

1 dia ago

A pedido de consumidores, Argentina determina identificação de produtos veganos

O governo argentino anunciou esta semana a resolução 5/2022, publicada no Diário Oficial, que atualiza…

2 dias ago