Notícias

Adidas está desenvolvendo “couro” a partir de fungos

Versão sem nada de origem animal do clássico tênis “Samba”, da Adidas (Foto: Divulgação/Adidas)

De acordo com informações do Business Insider, a Adidas está desenvolvendo “couro” a partir de fungos para ser utilizado como matéria-prima em seus calçados.

O material faz parte de um compromisso em reduzir o impacto ambiental de sua cadeia produtiva ao adotar e criar opções mais sustentáveis.

A Adidas informou que em 2020 produziu 15 milhões de calçados com plástico coletado em praias e regiões costeiras. A meta para 2021 é chegar a pelo menos 17 milhões de pares.

Recriação do Superstar

Em agosto, a Adidas anunciou o lançamento do Superearth em parceria com o designer Sean Wotherspoon, uma recriação do seu clássico tênis Superstar, mas sem utilizar nada de origem animal no processo de fabricação. Além disso, segundo a marca, o produto foi desenvolvido com materiais reciclados.

Na etiqueta do calçado, a Adidas informa que “a verdade é que só este calçado não salvará o planeta. Porém, desafiamos nosso processo de criação ao encontrar soluções mais sustentáveis. Considere isso um compromisso com a inovação contínua no campo da sustentabilidade.”

Linha “Our Icons Go Vegan”

Antes, em junho, a Adidas lançou a linha “Our Icons Go Vegan”, que se volta à recriação de mais alguns de seus tênis mais clássicos e icônicos, mas livres de qualquer matéria-prima de origem animal ou de testes em animais, segundo a marca.

A ideia de relançar mais modelos tradicionais veio após o bom desempenho da versão sem nada de origem animal do tênis Stan Smith, assinado por Stella McCartney em 2019. Já este ano, entre os clássicos da vez estão o tênis Samba e Continental 80, que trazem o logotipo “Adidas Original Vegan”.

Adidas afirmou que a cola utilizada na produção dos calçados também é totalmente livre do uso de animais. “Com a mesma aparência e estilo do original, essa versão defende um futuro melhor com um design totalmente vegano”, destaca a marca e acrescenta que a entressola do Continental 80, por exemplo, é feita com EVA à base de algas.

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Rejeitado por Kataguiri, PL que propõe alternativa à tração animal será avaliado por outro relator

Depois de ser rejeitado pelo deputado e relator Kim Kataguiri (União-SP) na Comissão de Trabalho,…

25 minutos ago

A dor de ser bacon

Quando chegou em casa para o almoço, encontrou um porco na cozinha. Corpulento, ia de…

2 horas ago

Queda na criação de aves estimula grupo avícola a investir em proteínas vegetais

A Louis Dreyfus Company (LDC), maior grupo avícola da França, anunciou este mês que estima…

22 horas ago

Aveda é reconhecida como marca livre de crueldade animal pela CFI

De acordo com informações da organização Cruelty Free International (CFI), a fabricante de cosméticos Aveda…

23 horas ago

PL que cria regime jurídico especial para os animais aguarda votação

O PL 6045/2019, dos deputados federais Ricardo Izar (Republicanos-SP) e Weliton Prado (Pros-MG), que propõe…

1 dia ago

Por que nunca mais comeu frango

Colocou um frango resfriado na cesta e sentiu líquido viscoso. Fez cara de nojo. Trocou…

1 dia ago