Opinião

Quando se reconhece que não só os humanos têm direito à vida

Foto: Remco Ophof

A partir do momento que se reconhece que não somente os seres humanos têm direito à vida, desperta-se para um novo tipo de sensibilidade e de reconhecimento do valor da existência. Os olhos deixam de ser os mesmos quando vidas já não podem ser assimiladas e aceitas como produtos.

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Debicagem, violência financiada pelo consumo de ovos

Nasce com bico, mas não pode tê-lo, não integralmente, sem mutilação, sem destruição parcial. É…

15 horas ago

E se conhecêssemos a história dos animais que comemos?

Uma pessoa pode olhar para um animal e não vê-lo como alimento, o que também…

2 dias ago

Galinhas não costumam ser vistas como fêmeas

Galinhas não costumam ser vistas como fêmeas, mas como “criaturas que botam ovos”. Se perguntamos…

3 dias ago

O que é a carne?

O que é a carne? Sempre que falamos em carne é mais comum uma primeira…

4 dias ago

Como a violação sexual de animais pode ser normalizada?

Como a violação sexual de animais pode ser institucionalizada e normalizada? Quando fala-se em “reprodução…

5 dias ago

Por que comemos criaturas de vontades?

Não é difícil olhar para um animal e reconhecê-lo como criatura de vontades, porque seu…

6 dias ago