Categorias: Notícias

Estudo associa consumo de laticínios a maior risco de câncer

Um estudo realizado na China e publicado este mês no periódico médico BMC Medicine aponta relação entre o aumento dos casos de câncer de fígado, linfoma e câncer de mama com o aumento do consumo de laticínios.

“Nosso estudo foi o primeiro e maior estudo de coorte prospectivo chinês, que mostrou associações entre a ingestão de laticínios e os riscos de desenvolvimento de câncer em vários locais específicos na China, onde os níveis de consumo de laticínios são baixos, mas crescentes.”

O estudo, baseado em acompanhamento e dados de mais de 500 mil pessoas, foi conduzido por 16 pesquisadores que atuam na Universidade de Oxford, Academia de Ciências Médicas da China e Universidade de Pequim.

“Os resultados, em combinação com estudos futuros, podem fornecer informações importantes para recomendações dietéticas baseadas em evidências para a prevenção do câncer na China.”

Os pesquisadores acrescentam que é preciso realizar outros estudos para estabelecer a causalidade e os potenciais mecanismos subjacentes envolvidos.

A pesquisa destaca que há estudos ocidentais que já apontavam a relação entre consumo de laticínios e alguns tipos de câncer. No entanto, há necessidade do estudo é justificada pelo fato de as taxas de câncer e níveis de consumo de laticínios na China terem diferenças significativas em comparação com as populações ocidentais.

“A frequência de consumo dos principais grupos de alimentos, incluindo produtos lácteos, foi coletada na linha de base e nos ressurgimentos subsequentes, usando um questionário de frequência alimentar validado e administrado por um laptop.”

Para quantificar a associação linear da ingestão de laticínios e risco de câncer e levar em conta o viés de diluição da regressão, a quantidade média de consumo usual para cada grupo de linha de base foi estimada combinando o nível de consumo na linha de base e no segundo ressurgimento, segundo o estudo.

“Durante um acompanhamento médio de 10,8 anos, 29.277 casos de câncer foram registrados entre os 510.146 participantes que estavam livres de câncer no início do estudo. As análises de regressão de Cox para cânceres incidentes associados à ingestão habitual de laticínios foram estratificadas por idade em risco, sexo e região; e ajustadas para histórico familiar de câncer, educação, renda, ingestão de álcool, tabagismo, atividade física, ingestão de soja e frutas frescas e índice de massa corporal.”

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

O que é a carne?

O que é a carne? Sempre que falamos em carne é mais comum uma primeira…

18 horas ago

Como a violação sexual de animais pode ser normalizada?

Como a violação sexual de animais pode ser institucionalizada e normalizada? Quando fala-se em “reprodução…

2 dias ago

Por que comemos criaturas de vontades?

Não é difícil olhar para um animal e reconhecê-lo como criatura de vontades, porque seu…

3 dias ago

Quem se importa com o sofrimento dos frangos?

No Brasil, há sempre mais frangos sendo transportados para os matadouros do que bovinos e…

4 dias ago

Brasília: Picnik Festival terá área vegana coordenada mais uma vez pela FALA

Em uma edição especial no mês das tradicionais festas juninas, o Picnik Festival terá novamente…

4 dias ago

SP: VegNice realiza mais uma Festa Junina Vegana

No domingo (26), o bairro da Liberdade, em São Paulo (SP), recebe mais uma Festa…

4 dias ago