Notícias

Startup norte-irlandesa desenvolve camarão de algas

No momento, estamos definindo a combinação certa para o produto”, disse em um comunicado o fundador da Born Maverick, o biotecnologista Azhar Murtuza (Foto: Born Maverick/Divulgação)

A startup norte-irlandesa Born Maverick está atraindo um grande número de investidores interessados no desenvolvimento de produtos alimentícios que geram menor impacto ambiental.

Um desses produtos desenvolvidos pela startup é uma versão de camarão à base de algas cultivadas de maneira sustentável.

“Há uma enorme demanda por novos produtos alimentícios e um grande interesse em nossos camarões e vieiras veganos, principalmente vindo dos Estados Unidos, Escandinávia e Singapura. No momento, estamos definindo a combinação certa para o produto”, disse em um comunicado o fundador da Born Maverick, o biotecnologista Azhar Murtuza.

Para a criação do camarão, eles estão extraindo proteínas das algas em parceria com o Instituto de Recursos Naturais do Reino Unido.

“São todos veganos”

Além de alternativas que visam diminuir o impacto humano no meio aquático, a startup desenvolve alternativas ao leite e iogurte em parceria com uma empresa escandinava.

“Todos os nossos produtos são livres de laticínios, glúten, OGMs e não contêm conservantes ou açúcares adicionados. Mais importante ainda, são todos veganos. Nos esforçamos para manter as coisas o mais natural possível.”

Uma das prioridades da Born Maverick é criar um centro de inovação em alimentos na Irlanda do Norte. A motivação veio também pelo crescente interesse de empresas locais em ingredientes que possam ser utilizados na criação de seus próprios produtos.

“Por que não criar seus próprios alimentos em vez de importá-los? Este é o desafio que a indústria alimentícia da Irlanda do Norte tem pela frente. Há cada vez mais espaço sendo ocupado nas prateleiras dos supermercados por produtos à base de vegetais e é por isso que as empresas estão demonstrando interesse”, avalia Murtuza.

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

O garoto que acompanhou frangos enviados para o abate

Tião transportava aves para abatedouros menores - frangos abaixo do peso médio e galinhas descartadas…

7 horas ago

Pesquisa estima crescimento de mais de 100% do mercado de alimentos veganos

De acordo com uma pesquisa da Allied Market Research, o mercado de alimentos veganos crescerá…

8 horas ago

Grupos da USP e Universidade de Lisboa realizam colóquio sobre perspectivas indígenas e descolonização dos animais

Na sexta-feira (3), das 10h às 12h30, os grupos Praxis, da Universidade de Lisboa, e…

10 horas ago

PL que torna obrigatória oferta de carne suína na merenda será avaliado na CCJ

Está na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara o PL…

12 horas ago

Crueldade em Brotas (SP) também é sobre consumo de leite e queijo

Sobre a crueldade envolvendo as mais de mil búfalas na Fazenda da Água Sumida em…

13 horas ago

Quem pensa no porco quando come sua carne?

Enquanto Bia comia lombinho de porco e enroladinho de bacon, ele olhava para Nestor e…

2 dias ago