A violência na indústria de peles de animais

O que podemos fazer para evitar isso? Não comprar produtos baseados em peles de animais

Se a sua pele é importante para você, por que a de um animal não seria para ele? (Fotos: Jo-Anne McArthur/We Animals)

Não há como negar que a indústria de peles de animais pode ser bem violenta, isto porque muitos animais que são reduzidos a artigos de vestuário levam uma vida de privação e sofrimento que mais tarde culmina em morte. Algumas espécies são mortas pouco tempo após a captura.

Outras são mantidas ou criadas em cativeiro, e em alguns casos até mesmo sem comida e água até o momento em que são mortas. Dificilmente algum animal tem sua pele extraída de forma não agressiva. Além disso, se a sua pele é importante para você, por que a de um animal não seria para ele?

Investigações feitas por projetos como We Animals e organizações como Humane Society International (HSI) e PETA mostram, por meio de fotos e vídeos divulgados em seus canais no YouTube, como essa realidade pode ser chocante e desalentadora.

Também é preciso entender que os animais são mortos nesse processo ou quando deixam de ser rentáveis para a indústria, independente se o tipo de morte é classificada como cruel ou não, e se são mortos dentro ou fora do país de origem. No Brasil, por exemplo, o governo permite a importação de alguns tipos de peles de animais, favorecendo esse comércio em algumas regiões do país.

Se você acha que lã ou seda são matérias-primas que não envolvem sofrimento, sugiro que se aprofunde nessa questão. Para se ter uma ideia, ovelhas, carneiros e cordeiros geralmente têm suas caudas cortadas e as orelhas perfuradas.

De acordo com o Projeto Esperança Animal (PEA), os machos explorados pela indústria de peles são castrados com duas a oito semanas de vida. Também são obrigados a usar anéis que impedem que o sangue chegue aos testículos, o que é naturalmente muito doloroso.

E quando os trabalhadores da indústria de extração de pele são mal remunerados e ganham por volume, muitas vezes eles fazem esse trabalho com tanta pressa que acabam por ferir gravemente os animais. Há casos de desfiguração facial em decorrência da violência nesse processo. O que podemos fazer para evitar isso? Não comprar produtos baseados em peles de animais, porque assim desestimulamos esse mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here