Artista italiana aborda a arbitrariedade e a violência na relação entre humanos e animais

Usando o seu talento em defesa dos animais, Sara Sechi faz leituras impactantes da realidade

Desde 2016, ela utiliza a arte como meio de despertar reflexão sobre a nossa relação com os animais não humanos (Artes: Sara Sechi)

Vegana desde 2012, Sara Sechi é uma artista que se mudou para Londres depois de estudar Belas Artes e Design na Itália. Desde 2016, ela utiliza a arte para despertar reflexões sobre a nossa relação com os animais não humanos, principalmente aqueles que culturalmente subjugamos das mais diferentes formas por meio do consumo.

Uma das experiências que motivou Sara a ver os animais de outra forma foi testemunhar o seu gato adoecendo cada vez mais em decorrência de um sério problema de saúde. Segundo a artista, a triste experiência a levou a sentir mais empatia pelos animais.

Hoje, usando o seu talento em defesa dos animais, Sara faz leituras impactantes da realidade. Ela provoca o espectador com obras que apontam desde as contradições e arbitrariedade envolvendo o consumo de carne e laticínios até ilustrações que reforçam a consciência de que deveríamos ver os animais como nossos companheiros de jornada, não como meios para um precoce e desnecessário fim em nosso benefício.

Em 2016, Sara ingressou no projeto britânico Art of Compassion, que reúne artistas veganos e promove exposições de arte vegana para arrecadar fundos para santuários e instituições que atuam em defesa dos animais.

Sobre a inspiração para defender os animais, seja por meio da arte ou até mesmo participando de ações nas ruas, ela deixa claro que a diversidade é muito grande – pode ser desde citações e aforismos até músicas, documentários e outros artistas veganos – ou, quem sabe, cartazes encontrados nas ruas.

Você pode acompanhar o trabalho de Sara no Instagram – clique aqui. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here