Bring Me The Horizon fala sobre veganismo em novo disco

Quinta faixa de "Music to listen to..." traz um discurso sobre a importância do veganismo na voz do vocalista Oliver Sykes

Discurso pró-vegano está no EP de oito faixas da banda britânica de metalcore (Foto: Jonathan Weiner)

Lançado no dia 27 de dezembro, o disco “Music to listen to…”, da banda britânica Bring Me The Horizon, que tem transitado entre o metalcore e o rock alternativo, é composto por oito faixas.

A quinta faixa do EP, “Underground Big {HEADFULOFHYENA}”, e a mais longa do disco, afinal são 24 minutos de duração, ao final traz um discurso sobre a importância do veganismo na voz de Oliver Sykes.

Sykes, que é vegano, inaugurou em 2019 um “barcade” vegano em Sheffield, no condado de South Yorkshire, na Inglaterra. O local, que recebeu o nome de Church (Igreja), é inspirado em um bar que Sykes conheceu quando veio ao Brasil, segundo a Kerrang!.

Com capacidade para 220 pessoas, o Church reúne fliperamas (principalmente clássicos games retrô), música ao vivo, comidas e bebidas veganas, tatuagens e iconografia religiosa sul-americana, mais especificamente brasileira. O “barcade” fica na Rutland Road.

Vale lembrar também que Oliver Sykes disse em entrevista à PETA que quando viu como os animais sofrem na indústria da carne e na cadeia da agropecuária, ele percebeu que não poderia continuar fazendo parte disso: “Então pensei: ‘E se fosse eu no lugar daqueles animais?”

Em outubro de 2015, de acordo com a revista Alternative Press, de Cleveland, Ohio, quando o Bring Me The Horizon excursionou pela Grécia, Sykes adotou uma cadela chamada Luna que foi abandonada em um abrigo em condições precárias em Santorini. Ele também ajudou a angariar fundos para a manutenção do local.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here