Clube de futebol escocês exclui carne da dieta dos jogadores

 “É outro passo na direção certa e queremos seguir em frente, esperando continuar a ver benefícios”, destacou o técnico David Hopkin

Segundo Hopkin, os jogadores estão gostando e afirmam que suas performances foram “aprimoradas” (Foto: Divulgação/Greenock Morton Futebol Clube)

Um clube de futebol escocês, o Greenock Morton, está seguindo o mesmo caminho de outro clube britânico, o Forest Green Rovers, considerado o primeiro clube do Reino Unido em que os jogadores não comem nada de origem animal.

Mas no caso do Greenock Morton, por enquanto a exclusão se restringe a todos os tipos de carnes, e com o objetivo de melhorar o desempenho dos atletas. Segundo o clube, isso vem dando certo, conforme depoimento do técnico David Hopkin ao Greenock Telegraph.

“É outro passo na direção certa e queremos seguir em frente, esperando continuar a ver benefícios”, destacou Hopkin, acrescentando que faz dois anos que ele não come carne e usou isso como referência para inspirar os atletas.

“Falei com os jogadores sobre isso e disse que me sinto ótimo.” O técnico também acrescentou que o que ajuda muito é o fato de terem um chef e uma equipe técnica muito boa. “Eles realmente contribuíram para isso e os jogadores também.”

Segundo Hopkin, os atletas estão gostando e afirmam que suas performances já foram “aprimoradas” em menos de dois meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here