Alta demanda por queijos vegetais motiva marca a oferecer 50 opções

Popularidade do veganismo e interesse de parte da população em reduzir o consumo de alimentos de origem animal tem sido benéfico para a Violife (Foto: Divulgação/Violife)

Fundada por uma comunidade nos arredores da Tessalônica, na Grécia, a marca de queijos vegetais Violife é hoje um dos exemplos mais bem-sucedidos de oferta de opções em resposta ao interesse dos consumidores por alternativas aos laticínios.

Afinal, se não houvesse uma crescente e promissora demanda por esses produtos, a Violife não estaria expandindo sua produção ano a ano e oferecendo hoje 50 opções de queijos vegetais.

Segundo a empresa, o que tem favorecido lançamentos cada vez mais frequentes é a popularidade do veganismo e o interesse de parte da população em reduzir o consumo de alimentos de origem animal por diversas razões.

Os produtos da Violife, que começaram a ser comercializados no Brasil em agosto de 2019 e já estão disponíveis em mais de 50 países, são livres de organismos geneticamente modificados (OGMs) e alérgenos.

Receita de mais de R$ 11 milhões apenas com um produto

Entre seus produtos mais bem recebidos pelos consumidores está uma versão maturada de queijo cheddar, que em apenas um ano gerou receita de mais de R$ 11 milhões.

A Violife também oferece versões de muçarela, provolone, parmesão, queijo prato, azul e suíço, entre outras opções. Vale lembrar também que a empresa tem investido em outros produtos não lácteos.

Em setembro de 2020, chegou ao mercado o creme de chocolate da marca. O produto à base de óleo de coco, cacau em pó, banana desidratada em pó e açúcar mascavo é livre de soja e conservantes químicos. Além disso, é enriquecido com vitamina B12 e conta com proteínas.

Os produtos da Violife, que registrou crescimento de 68% em 2020, também não se resumem ao varejo, já que a empresa também tem se voltado há anos ao segmento de food service, atendendo cadeias de restaurantes e pizzarias.

Crescimento de mais de 350% do mercado de queijos vegetais

De acordo com um relatório divulgado em dezembro pela empresa de pesquisa de mercado Research and Markets, o mercado de queijos vegetais pode crescer mais de 350% até 2027.

Com uma taxa de crescimento anual composta de 15,5%, a estimativa é de que o segmento alcance um valor equivalente a 22,54 bilhões de reais, superando de longe os 6,3 bilhões de 2019.

David Arioch: Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Visualizar comentários (1)