Suprema Corte da Espanha põe fim à tortura de animais no Toro de la Vega

O touro geralmente era perseguido às margens do Rio Douro por uma multidão

Decisão proíbe definitivamente a violência contra touros no Toro de la Vega (Foto: El País)

Uma decisão da Suprema Corte da Espanha pôs um fim definitivo à tortura contra animais no Toro de la Vega, uma celebração medieval realizada em Tordesilhas, na região central do país.

No Toro de la Vega, que ocorre anualmente no mês de setembro, por muitos anos o touro foi perseguido e provocado às margens do Rio Douro por uma multidão. O animal recebia golpes de lança e bandarilha e mais tarde era encaminhado ao matadouro.

O conselho local de Tordesilhas argumentou que com a proibição definitiva a legislação acaba com “a essência do rito popular que deu origem às touradas”. A justificativa não foi considerada plausível pela Suprema Corte, que rejeitou a apelação dos apoiadores do Toro de la Vega, que já haviam sido proibidos anteriormente de lancear os animais pelo Supremo Tribunal de Castela e Leão.

Dedicando anos à luta pela proibição do Toro de la Vega, a presidente do partido animalista PACMA, Silvia Barquero, comemorou a decisão, segundo o jornal espanhol El País. Silvia destacou que esse tipo de festividade “não está de acordo com as sensibilidades da sociedade de hoje”. No entanto, ela deixou claro que essa ainda é apenas a primeira vitória para acabar com todos os eventos que envolvem touros no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here