Finlandeses desenvolvem vacina para ajudar a salvar abelhas de ameaça global

Objetivo é ajudar a diminuir a morte massiva de abelhas em decorrência do uso de pesticidas, destruição de habitat e mudanças climáticas

Dalial Freitak: “Esses insetos não estão mais lá, estão desaparecendo” (Foto: Reprodução)

Cientistas da Universidade de Helsinque, na Finlândia, anunciaram este mês que estão desenvolvendo uma vacina comestível contra infecções microbianas. O objetivo é ajudar a diminuir a morte massiva de abelhas em decorrência do uso de pesticidas, destruição de habitat e mudanças climáticas.

“Podemos estar agora em um ponto crítico, mesmo sem perceber. Por muito tempo, vimos o serviço de polinização como algo garantido. Mas esses insetos não estão mais lá, estão desaparecendo”, disse a cientista Dalial Freitak a Bloomberg.

A vacina deve ser utilizada para combater a loque americana, uma doença que atinge abelhas do mundo todo e pode matar colônias inteiras. A aplicação que tem uma base doce é feita diretamente na colmeia, para que a rainha consuma em sete a dez dias. Depois de ingerir os patógenos, ela é capaz de desencadear uma resposta imunológica que beneficie seus filhos.

A vacina deve demorar para ser disponibilizada porque é preciso realizar pesquisas de segurança envolvendo as abelhas, os seres humanos e o meio ambiente. No entanto a nova tecnologia já é vista com bons olhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here