Mexicana cria plástico biodegradável a partir do suco de cacto

Produto se decompõe em um mês no solo e em uma semana se for bem molhado ou imerso na água

“Se esse plástico chegar ao mar, é provável que algum marinho o coma, mas isso não causaria nenhum dano a eles”, garante (Foto: BBC)

A pesquisadora mexicana Sandra Pascoe Ortiz criou recentemente um plástico biodegradável a partir do suco de cacto. O material foi apresentado na série People Fixing the World, da BBC, que narra histórias de pessoas que estão contribuindo para um mundo melhor.

Depois de deixar claro que seu objetivo é utilizar ingredientes naturais em substituição ao plástico, Sandra explicou que o bioplástico que utiliza o suco do cacto como matéria-prima não gera nenhum risco se for consumido por animais.

“Se esse plástico chegar ao mar, é provável que algum animal marinho o coma, mas isso não causaria nenhum dano a eles”, garante. Além disso, o produto pode ser desenvolvido em diferentes cores, formas e espessuras. Outra vantagem é que se decompõe em um mês no solo e em uma semana se for bem molhado ou imerso na água.

A produção do bioplástico a partir do suco de cacto demanda dez dias e atualmente Sandra está avaliando quais folhas são melhores para a criação do produto e sem a necessidade de matar a planta – assim permitindo que continue também cultivando mais folhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here