Moby fala sobre veganismo em série documental da Netflix

Moby conta a sua história desde a infância na série “Once in a Lifetime Sessions”

Moby começou a refletir sobre o consumo de animais aos 19 anos, quando observou o seu gato Tucker (Foto: Divulgação)

O músico vegano Moby é tema de um episódio de 90 minutos da nova série documental da Netflix – “Once in a Lifetime Sessions”. Na série, além da sua trajetória com a música, Moby conta a sua história desde a infância e aborda a sua transição para o veganismo e o seu interesse pelos direitos animais.

Moby começou a refletir sobre o consumo de animais aos 19 anos, quando observou o seu gato Tucker. À época, ele deixou de ver diferenças entre o gato com quem convivia e os animais criados para serem reduzidos a alimentos: “Eles só querem evitar a dor e o sofrimento, e querem ser felizes. Então, naquele momento, deixei para trás hambúrgueres e cachorros-quentes e me tornei um ativista vegano.”

Segundo Moby, o seu ativismo é sustentado pelo amor incondicional que ele sente por todos os animais: “Acho que essa é a melhor parte de quem eu sou, e acho que é a melhor parte de quem somos. Cada animal, não importa quão grande ou pequeno, ou selvagem ou domesticado, quer estar vivo e simplesmente quer ser feliz.”

Moby é um dos artistas mais ativos na defesa dos direitos animais nos Estados Unidos, inclusive nos últimos meses abriu mão de equipamentos musicais, coleções e vendeu inclusive uma casa para destinar recursos para um comitê médico vegano e para um projeto em defesa dos animais. Recentemente, também anunciou que pretende dar ainda mais prioridade para a defesa animal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here