“Nunca mais atiro em macaco, mesmo que roubem todo o milho”

"Gritava igualzinho a uma criança e ainda estendia as mãozinhas ensanguentadas"

Frei Estanislau: “Acertei um dos macacos e ele caiu ferido aos meus pés” (Acervo: Ordem do Carmo)

No início dos anos 1950, quando vivia em Paranavaí, no Noroeste do Paraná, Agripino José de Souza, mais conhecido como Frei Estanislau, foi convidado a caçar um grupo de macacos acusados de comerem a maior parte da plantação de milho de um colono local. A experiência o desmotivou a participar de outras caçadas:

“Acertei um dos macacos e ele caiu ferido aos meus pés. Gritava igualzinho a uma criança e ainda estendia as mãozinhas ensanguentadas, pedindo ajuda. Foi terrível! Nunca mais atiro em macaco, mesmo que roubem todo o milho”, desabafou o frei da Ordem do Carmo quando retornou para casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here