Polícia exige que homem devolva bezerro que seria enviado ao matadouro

James Warden, um ativista vegano do grupo Direct Action Everywhere (DxE), se recusa a devolvê-lo

Warden lamentou que a polícia em vez de reconhecer que o animal merece um tratamento mais digno prefere enviá-lo para a morte (Foto: DxE)

A polícia australiana está exigindo que James Warden, um ativista vegano do grupo Direct Action Everywhere (DxE) devolva um bezerro “que ele furtou” esta semana, evitando que fosse abatido em um matadouro na região sudoeste do país.

Warden, que desenvolveu uma relação afetuosa com o animal, disse em publicação do DxE que tirou “Theo” de uma fazenda onde bezerros são criados e vendidos para a indústria da carne porque percebeu que o animal estava doente e precisando de atendimento médico de emergência.

O ativista, que se recusa a devolvê-lo, ainda que isso tenha implicações legais, lamentou que a polícia em vez de reconhecer que o animal merece um tratamento mais digno prefere enviá-lo para a morte.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here