Região inglesa bane pesca para proteger meio ambiente

Charles Clover: "É exatamente isso que precisamos fazer no mundo todo"

“Esta é uma iniciativa que aborda os impactos das mudanças climáticas e da sobrepesca de uma só vez” (Foto: iStock)

Para proteger suas florestas de algas, o condado de Sussex, na Inglaterra, decidiu banir a pesca ao longo de 304 quilômetros de sua costa. A confirmação veio na última quinta-feira (23), por meio do órgão de Pesca e Conservação Costeira de Sussex.

A justificativa é que as florestas de kelp têm sido afetadas pela sobrepesca e dragagem nos últimos 40 anos, o que é prejudicial, já que as algas absorvem grandes quantidades de carbono, contribuindo no combate às mudanças climáticas.

Segundo a Marine Conservation Society, além de atuar como um “sumidouro de carbono”, as florestas de algas são habitat e um vital viveiro para cavalos-marinhos, lagostas, robalos e chocos.

“Essa é uma iniciativa que considera o impacto das mudanças climáticas e da sobrepesca de uma só vez, a primeira do gênero no Reino Unido. É exatamente isso que precisamos fazer no mundo todo”, disse o diretor executivo da Blue Marine Foundation, Charles Clover.

Com potencial para crescer até 60 centímetros por dia, as algas marinhas têm condições de remover até 20 vezes mais carbono do que as florestas terrestres, assim ajudando a reduzir o impacto das emissões de gases do efeito estufa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here