Rita Lee visita ursa Rowena no interior de SP

Rita Lee: "Ter encontrado com Rowena foi um dos dias mais especiais da minha vida”

A história inspirou Rita em seu novo livro infantil “Amiga Ursa – Uma história triste, mas com final feliz” (Foto: Guilherme Samora)

“Ter encontrado com Rowena foi um dos dias mais especiais da minha vida.” Foi assim que Rita Lee resumiu sua visita à ursa no santuário ecológico Rancho dos Gnomos, no interior de São Paulo.

A ursa foi levada da Sibéria, vítima de tráfico de animais, e veio parar no Brasil onde recebeu o nome de Marsha. Sofreu em circos e zoológicos até ser resgatada em uma operação que envolveu protetores, associações e organizações de proteção aos animais.

No seu novo lar, foi rebatizada de Rowena. A história inspirou Rita em seu novo livro infantil “Amiga Ursa – Uma história triste, mas com final feliz”, lançado pela Globinho. Na obra, em pré-venda e que chega às livrarias no final do mês, Rita é uma das personagens, vovó Ritinha. As ilustrações são de Guilherme Francini.

“A gente já sabia que Rowena é assustada por ter sofrido nas mãos de humanos – além de ser um animal com instintos que devem ser respeitados. Então, pensei que não daria para chegar tão perto. Mas Rita cantou para Rowena, ela ficou calma e foi chegando perto”, diz o editor do livro, Guilherme Samora, que acompanhou a vista.

E acrescentou: “Resultado? Rita deu suco para ela e também ganhou lambidas nas mãos! Foi muito emocionante.” Luisa Mell – que bancou a construção do recinto no Rancho dos Gnomos e ajudou no resgate – também estava lá. “A Rita tem uma conexão muito especial com os animais. É impressionante”, comentou Luisa.

Rita Lee e os animais

Não é a primeira vez que Rita Lee decide publicar livros infantis voltados à conscientização sobre os animais. Em 1988, ela publicou o livro “Dr. Alex”, que conta a história do cientista Joseph Karl Alex, defensor dos direitos animais que se transforma em um rato de laboratório. A história é baseada em uma visita que Rita e seus três filhos fizeram ao Instituto Biológico, em São Paulo.

A cantora já declarou também que o seu respeito pelos animais a impede de comer carne.  Em entrevista publicada pela revista IstoÉ em 10 de setembro de 2010, Rita Lee, que também costuma resgatar animais, foi questionada sobre até onde vai sua vaidade? Entre outras coisas, ela respondeu: “Não como cadáveres de animais.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here