Crônica

Boi que caiu no fosso

Um boi fugiu do matadouro e caiu no fosso. Havia tanto medo que quando tentaram içá-lo começou a comer a…

3 anos ago

Mate Coma

Inauguraram uma lanchonete fora da cidade. Mate Coma. Ioan e Colomano percorreram pouco mais de 15 quilômetros até chegarem ao…

3 anos ago

O luto dos cães

Uma senhora vizinha morreu, segundo dois cães mestiços que tentavam invadir a casa. Latiam sem parar depois de deixar marcas…

3 anos ago

Gado que não valia o matadouro

Esquentou tanto que uma bola de fogo se formou no centro do campo, onde o gado já não pastava porque…

3 anos ago

Bois não sonham em virar bife

Era 1951 na Água do Cedro. Tertuliano tinha chegado há pouco tempo do interior de São Paulo para atuar como…

3 anos ago

Não mate o Boi Velho

Boi velho viveu por 31 anos em um sítio perto do Povoado de Cristo Rei. Seu nome era Bolgar, mas…

3 anos ago

Mãe e filho

A criança chorava, forçada a ficar longe da mãe. Claro que não queria, mas não tinha forças para fazer a…

3 anos ago

A efêmera poesia do efêmero (e o direito de viver)

Quando criança, um dia perguntei à minha mãe o que significa efêmero. Ela não respondeu. Dois dias depois, fomos até…

3 anos ago

A vida animal de Bravo

A gente se divertia todos os dias. Quem? Eu e Bravo. Quando queria brincar, ele sempre esfregava o focinho macio…

3 anos ago

Você já foi a uma pequena fábrica de chouriço?

Alexandre Dumas escreveu no “Grand Dictionnaire de Cuisine”, de 1873, que o chouriço de porco tem, em todo o caso,…

3 anos ago