Touro corre em busca da liberdade nos EUA

Touro estava retornando para a fazenda Hedgeapple, no condado de Frederick, em Maryland, quando decidiu saltar do caminhão

Mesmo depois de horas de perseguição, a polícia não conseguiu capturá-lo, e o animal só não foi morto a tiros porque o “seu valor como touro reprodutor é considerado inestimável” (Foto: Baltimore Sun/Jerry Jackson)

Na semana passada, um touro Angus estava retornando para a fazenda Hedgeapple, no condado de Frederick, em Maryland, quando decidiu correr em busca da liberdade. Utilizado como “reprodutor”, o animal iniciou a fuga quando o veículo que o transportava parou em um semáforo e ele saltou para fora.

Mesmo depois de horas de perseguição, a polícia não conseguiu capturá-lo, e o animal só não foi morto a tiros porque o “seu valor como touro reprodutor é considerado inestimável” – o que significa que o seu “direito de não morrer” está diretamente atrelado à sua função como meio de geração de renda.

A polícia então recorreu ao Zoológico de Maryland, em Baltimore, e o animal acabou sendo alvejado com dardos tranquilizantes em um campo nas imediações da Universidade Estadual de Coppin.

Ele resistiu, e somente após o terceiro dardo sua busca pela liberdade foi interrompida. Ainda assim, demorou para adormecer. Só este ano três animais atravessaram a West Baltimore em busca da liberdade, segundo o jornal Baltimore Sun.    

Outros bovinos foram mortos a tiros na região quando escaparam a caminho do matadouro ou quando eram transportados de uma fazenda até outra propriedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here