Aos 63 anos, atleta de força promove o veganismo  

Segundo John Machin, uma das coisas mais nobres que uma pessoa pode fazer é se tornar vegana

“Com 63 anos, posso provar que uma vida seguindo uma dieta à base de plantas oferece resultados físicos duradouros e incríveis” (Foto: John Machin/Facebook)

O atleta de força John Machin nunca consumiu alimentos de origem animal. Ele conta que se tornou vegano na infância e que um dia um médico disse aos seus pais que ele não iria além dos dez anos. Isso foi há 58 anos. Hoje, Machin, de 63 anos, se orgulha de sua saúde e de promover o veganismo.

Segundo o atleta, que hoje é um dos embaixadores da organização Veganuary, uma das coisas mais nobres que uma pessoa pode fazer é se tornar vegana. “Mudar o seu estilo de vida, todas as emoções associadas a ele, e pelo bem dos animais. Isso é fantástico”, avalia.

E acrescenta: “Com 63 anos, posso provar que uma vida seguindo uma dieta à base de plantas oferece resultados físicos duradouros e incríveis.”

Como parte da tradicional campanha da Veganuary, John Machin está convidando as pessoas a assumirem o compromisso de darem uma chande ao veganismo em janeiro. Para participar e receber o Guia de Veganismo para Iniciantes, basta se inscrever no site da campanha que também oferece conteúdo em português.

Além dos benefícios para a saúde e para os animais, a campanha sustenta que com uma dieta à base de plantas é possível proteger as florestas e o planeta: “A pecuária é um fator-chave para mudanças climáticas, desmatamento, poluição do ar, da terra e da água; extinção de espécies, aumento da resistência a antibióticos e também para o sofrimento dos animais”, informa.

Vale lembrar também que a cada inscrição, um dólar será revertido a um santuário ou abrigo de animais. Para participar – clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here