Mostra Xingu exibe filme sobre a luta do cacique Raoni contra grileiros e caçadores

Programação especial da Mostra Ecofalante de Cinema traz 31 títulos realizados de 1932 a 2021

O documentário “Raoni”, de 1978, assinado pelo cineasta e escritor belga Jean-Pierre Dutilleux (de “Amazon Forever” e “Une Histoire Amazonienne”) e pelo fotógrafo e montador brasileiro Luiz Carlos Saldanha, abre a Mostra Xingu 60 Anos na quarta (1), às 20h, na plataforma do evento.

Indicado ao Oscar de melhor documentário em sua versão norte-americana, com narração de Marlon Brando, e que, na versão brasileira, com a voz de Paulo César Pereio, conquistou quatro premiações no Festival de Gramado, incluindo a de melhor filme, a obra acompanha a luta do cacique Raoni pela preservação do Parque Nacional do Xingu, ameaçado por grileiros, caçadores, traficantes de animais e madeireiras.

Promovido pela Mostra Ecofalante de Cinema, o especial Xingu 60 Anos marca as seis décadas de existência do Parque Indígena do Xingu. A programação conta com 31 filmes raros e atuais realizados de 1932 a 2021, assinados por nomes como Aurélio Michiles, Mari Corrêa, Maureen Bisilliat, Paula Gaitán, Vincent Carelli, Washington Novaes, Jesco von Puttkamer, ente outros, e uma nova geração de cineastas indígenas representada por Takumã Kuikuro e Kamikia Kisêdj, e debates com convidados.

A mostra, on-line e gratuita para todo o Brasil, vai até o dia 12 de dezembro. Os filmes e demais atividades podem ser acessados através do site do evento [https://www.ecofalante.org.br], sendo parceira a plataforma Cultura em Casa [https://culturaemcasa.com.br].

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here