Eleito “Livro de Fotografia do Ano”, “Hidden” expõe violência contra os animais

Obra mostra em 320 páginas e 200 imagens de 40 autores de diversas partes do mundo a cruel realidade da exploração diária de animais no mundo

Livro idealizado pela fotojornalista Jo-Anne McArthur conta com prefácio do ator Joaquin Phoenix (Fotos: Divulgação/Hidden)

Uma obra que expõe a violência contra os animais nas nossas relações de consumo, “Hidden: Animals in the Anthropocene”, lançado em 2020, foi eleito o “Livro de Fotografia do Ano” pelo concurso Picture of the Year International.

Com prefácio do ator Joaquin Phoenix, o livro idealizado pela fotojornalista canadense Jo-Anne McArthur, fundadora do projeto We Animals, mostra em 320 páginas e 200 imagens de 40 autores de diversas partes do mundo a cruel realidade da exploração diária de animais no mundo.

A intenção é lançar luz sobre tantas criaturas sencientes que parecem invisíveis aos nossos olhos. Além de Jo-Anne, participam do livro os fotojornalistas Aitor Garmendia, Andrew Skowron, Selene Magnolia, Luis Tato, Paul Hilton, Konrad Lozinski e Jan Van Ijken, entre outros que já desempenham trabalhos conhecidos denunciando a crueldade animal.

“Minha visão para este novo livro inovador foi inspirada na fotografia de guerra que moldou a história. Imagens de conflito e sofrimento sempre desempenharam um papel crucial na exposição de atrocidades e na galvanização das massas. Bilhões de animais sofrem desnecessariamente a cada dia dentro dos espaços que construímos. Acreditamos que agora é a hora de testemunhar isso”, defende Jo-Anne McArthur.

Compromisso é sensibilizar a partir de histórias reveladoras

No livro que tem um caráter documental, histórico e memorial, o compromisso é sensibilizar a partir de histórias reveladoras e brutais; da reafirmação de que os animais são as grandes vítimas do nosso sistema de consumo que, hoje mais do que nunca, impacta na vida de outras espécies e na nossa, além do meio ambiente.

“Eles são os animais que comemos e vestimos. Os animais que usamos para pesquisa, trabalho e entretenimento, bem como os animais que sacrificamos em nome da tradição e da religião”, reforça Jo-Anne, acrescentando que “HIDDEN” precisa chegar ao maior número possível de pessoas.

Clique aqui para saber mais sobre o livro e/ou comprá-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here