Mulher é presa por abrigar animais que acabariam em matadouro

O ator vegano Joaquin Phoenix declarou que a situação é “surpreendente" porque Murphy apenas expressou “bondade em relação a dois indivíduos que vagavam por sua propriedade"

Imagem: Divulgação

A responsável pelo santuário de animais Asha, nos EUA, foi presa na terça-feira (2) por abrigar animais que acabariam em um matadouro no estado de Nova York.

A prisão foi realizada com base em uma denúncia de um pecuarista chamado Scott Gregson, de Newfane, que alega que pediu que Murphy devolvesse dois bovinos que fugiram.

A fundadora do santuário ofereceu dinheiro pela libertação dos animais, mas o homem recusou. Além disso, ela alega que os animais entraram em sua propriedade sem que fosse necessária nenhuma intervenção de resgate por parte do santuário.

O mandado de prisão de Tracy Murphy foi emitido esta semana e, além dela ser encaminhada para a delegacia, os dois animais foram devolvidos para Gregson.

O ator vegano Joaquin Phoenix declarou que a situação é “surpreendente” porque Murphy apenas expressou “bondade em relação a dois indivíduos que vagavam por sua propriedade”.

“Houve uma oportunidade aqui para exercitar compaixão e misericórdia, para permitir que essas criaturas pacíficas permaneçam livres de danos desnecessários pelo resto de suas vidas. Eu aplaudo Tracy por manter-0se firme em nome da libertação animal.”

O advogado de Tracy Murphy, Matthew Albert, divulgou um comunicado por meio do santuário alegando que os direitos de sua cliente estão sendo violados, que ela tem o direito legal de abrigar os animais.

“Há o direito por lei de manter esses animais até que uma garantia seja paga, o que não foi permitido nesse caso. Eles não estão seguindo a Lei 183, e se estivessem minha cliente não seria acusada criminalmente.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here