Número de veganos em parte da Europa dobra em quatro anos

De acordo com uma pesquisa da rede de supermercados Veganz, a soma do número de veganos em sete países subiu para 2,6 milhões em 2020

A pesquisa também apontou que mais de 30% de um total de 2,6 mil entrevistados com 15 a 64 anos declarou que está reduzindo o consumo de carne (Foto: Picture-Alliance/DPA)

De acordo com uma pesquisa da rede de supermercados Veganz, sediada em Berlim, na Alemanha, a soma do número de veganos em sete países da Europa dobrou em quatro anos – subindo de 1,3 milhão em 2016 para 2,6 milhões em 2020.

A pesquisa com pessoas da Alemanha, Áustria, Suíça, Bélgica, França, Portugal e Dinamarca também apontou que mais de 30% de um total de 2,6 mil entrevistados com 15 a 64 anos declarou que está reduzindo o consumo de carne.

Além disso, 45,5% dos veganos identificados pela pesquisa afirmaram que gostariam de encontrar mais opções veganas de linguiças, salsichas e frios. Já 38,6% desses consumidores estão interessados em mais assados de origem vegetal.

Outro apontamento feito pelo relatório é o de que 20% de todos os entrevistados, veganos e não veganos, têm interesse em experimentar carne cultivada em laboratório. Já o percentual envolvendo apenas veganos é maior – 42%.

Por outro lado, a carne cultivada deve demorar a se tornar uma realidade para muitos consumidores, já que hoje seu custo é bem elevado, o que torna as alternativas à base de vegetais, de longe, muito mais vantajosas para atrair consumidores.

A pesquisa foi conduzida para avaliar tendências de consumo e identificar quais são os produtos que hoje despertam mais interesse entre a população vegana e entre aqueles que estão reduzindo o consumo de alimentos de origem animal, além de identificar a proporção de crescimento do número de veganos.

Saiba Mais

O maior índice de crescimento foi registrado na Alemanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here