Plano de Ação Climática em Buenos Aires inclui expansão de mercados veganos

Prefeito de Buenos Aires com a ativista Stephanie Cabovianco

Recentemente o prefeito de Buenos Aires, Horacio Rodriguez Larreta formalizou o seu apoio a um sistema alimentar mais baseado em vegetais por meio da campanha Plant Based Treaty.

“Para promover o bem-estar das pessoas, é hora de unir os prefeitos da América Latina e do mundo para ações mais rápidas e ambiciosas antes da COP 27. As cidades podem ter um enorme impacto no combate às mudanças climáticas”, disse Larreta.

Segundo o prefeito, como parte do Plano de Ação Climática 2050, Buenos Aires promoverá a produção sustentável de alimentos por meio da agricultura urbana e a expansão de mercados veganos.

“Considerando que Buenos Aires tem uma meta de neutralidade de carbono até 2050 e que uma mudança na dieta nas cidades pode reduzir as emissões em até 60% em dez anos, é um passo a ser celebrado”, diz a ativista Stephanie Cabovianco, do Plant Based Treaty.

A campanha reivindica o fim da expansão global do desmatamento provocado pela pecuária, a realização de mais campanhas públicas sobre o benefício de alimentos à base de vegetais, liberação de terras para reflorestamento, uma transição justa para empregos mais sustentáveis e uma grande redução do uso de combustíveis fósseis.

A iniciativa é apoiada por mais de 50 mil indivíduos, cinco ganhadores do Prêmio Nobel, cientistas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), mais de 800 ONGs e grupos comunitários, mais de 700 empresas e 18 cidades.

Jornalista (MTB: 10612/PR), especialista em jornalismo cultural, histórico e literário e mestre em Estudos Culturais (UFMS).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *