abillion elege os dez melhores chocolates veganos do mundo

Chocolate que ficou em primeiro lugar em 2021 foi criado por empresa fundada com investimento de 600 libras esterlinas

Cre&m Filled Wafer Bars, da britânica LoveRaw, fundada por Rimi e Manav Tharpar (Foto: Divulgação)

A plataforma digital abillion, que promove alimentos de origem vegetal e a sustentabilidade, concluiu uma lista com os dez melhores chocolates veganos do mundo em 2021.

Para escolher os vencedores, foram avaliadas mais de 21 mil resenhas de produtos publicadas por pessoas de 74 países entre 1 de outubro de 2020 e 30 de setembro de 2021.

“Os dez melhores foram escolhidos de acordo com o número de avaliações, pontuações e experiência do consumidor”, informa a plataforma. A Argentina teve cinco produtos entre os melhores, seguida por Alemanha, com três, e Reino Unido, com dois.

O Cre&m Filled Wafer Bar, da LoveRaw, ficou em primeiro lugar, seguido pelo Caramel Choc Bar, da Nomo. As duas marcas são do Reino Unido. Já o terceiro lugar foi para o Whole Halzenut Chocolate Bar, da Vego. Também da Alemanha, o White Vanilla, da iChoc, e o Dark Chocolate 61%, da Ritter Sport, garantiram o oitavo e o décimo lugar.

Todas as outras colocações ficaram com a Argentina – Alfafor de Coco, da Un Rincón Vegano (quarto lugar); Chocolate Taza Semiamargo, da Aguila (quinto lugar); Alfajor Negro, da Felices Las Vacas (sexto lugar); Rhodesia Oblea de Chocolate, da Terrabusi (sétimo lugar); e Alfajor Vegano Relleno con Dulce de Leche de Almendra, da Veggie Break (nono lugar).

Maior interesse dos consumidores e crescimento do mercado

De acordo com os dados apresentados pela abillion, o interesse dos consumidores por chocolates veganos e produtos com chocolate vegano aumentou 2,2 vezes entre outubro de 2020 e setembro de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os britânicos são os maiores consumidores globais de chocolates veganos, seguido por Argentina, Itália e África do Sul. Entre os países que mais publicam resenhas na abillion estão Argentina, Austrália, Brasil, Chile, Alemanha, Itália, Singapura, África do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

A marca por trás do número um deste ano é a LoveRaw, uma empresa britânica de chocolate vegano que surgiu em 2013 a partir de um investimento de 600 libras esterlinas e por iniciativa de Rimi e Manav Tharpar. Hoje a LoveRaw é uma das principais marcas de chocolates veganos no Reino Unido, com 13 produtos no mercado.

A estimativa é de que o mercado terá uma taxa de crescimento anual composta de 12% até 2028, subindo de US$ 138,5 bilhões em 2020 para US$ 200,4 bilhões em 2028.

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here