Abrigo para cavalos em São Roque (SP) precisa de ajuda para a construção de cocheiras

Abraço Animal criou uma campanha no site Vakinha para arrecadar recursos e construir baias e currais

“Todos os animais foram resgatados de situação de maus-tratos” (Foto: Abraço Animal/Divulgação)

Situado em São Roque (SP), o abrigo para cavalos Abraço Animal está precisando de ajuda para a construção de cocheiras. A situação é considerada urgente porque o sítio fica no sopé de uma montanha e durante o inverno a temperatura chega a dois graus.

“Todos os animais foram resgatados de situação de maus-tratos, e para termos condições de realizar mais resgates as cocheiras são essenciais para abrigar os animais nos dias frios. No inverno, a temperatura lá é baixíssima, e isso é muito perigoso para eles, até porque muitos animais estão debilitados”, informa Diana Galesso, corresponsável pelo abrigo.

Além de problemas físicos, os cavalos resgatados pela Abraço Animal após uma vida de exploração também apresentam graves problemas emocionais, o que exige um cuidado ainda maior. “Muitos são deixados à beira da morte, soltos pelas ruas e estradas após anos de trabalho duro e exploração. Sabendo que poucas pessoas têm condições de resgatá-los, resolvemos fundar a Abraço Animal”, explica Karina Somaggio, fundadora e responsável pelo abrigo.

O que também reforça a urgência da ajuda é que no inverno duas éguas vão dar à luz. “Além de muito frio, lá também é muito úmido por causa da proximidade com nascentes e córregos. Por isso precisamos de ajuda para dar mais confortos a esses cavalos que já sofreram tanto”, justificam.

Atualmente a Abraço Animal está arrecadando recursos para construir baias, incluindo uma para primeiros socorros/maternidade, e três currais – para equinos idosos, jovens e um touro. Para facilitar a arrecadação, a ONG criou uma campanha no site Vakinha. O abrigo se coloca à disposição para quem quiser conhecer de perto o trabalho realizado com os animais resgatados.

Para contribuir, clique aqui. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here