Alemanha cria incubadora para ajudar quem quer investir no mercado de produtos veganos

"Muitas vezes há falta de recursos financeiros, know-how econômico ou infraestrutura"

Jan Bredack, fundador do Veganz é um dos apoiadores da Incubadora ProVeg (Foto: Divulgação)

A antiga Federação Vegetariana da Alemanha, atual ProVeg International, sediada em Berlim, vai inaugurar em novembro uma nova incubadora para dar suporte a quem quer investir no mercado de produtos vegetarianos e veganos.

A iniciativa vai ser coordenada por Sebastian Joy, CEO e fundador da ProVeg, e por Jan Bredack, fundador da rede vegana de supermercados Veganz, além de outros empresários e investidores do mercado vegetariano e vegano.

“Muitas empresas iniciantes que querem atender à crescente demanda por novos produtos de origem vegetal acham difícil entrar nesse mercado. Muitas vezes há falta de recursos financeiros, know-how econômico ou infraestrutura. Por isso, a Incubadora ProVeg oferece suporte a empresas iniciantes no desenvolvimento de seus produtos e em todas as etapas do processo de entrada no mercado”, informa Sebastian Joy, acrescentando que nesse meio não é preciso saber falar alemão, mas sim inglês.

Iniciativas como essa mostram que não é por acaso que atualmente a Alemanha é o país que mais lança produtos veganos no mundo. Segundo o ProVeg, somente em Berlim, mais de 40 mil startups surgem a cada ano. Esse senso de união, inovação, contribuição e coletividade talvez seja o que falte em outros países para que mais empreendedores possam prosperar nesse mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here