Categorias: NotíciasPolítica

Álvaro Dias arquiva PL que visa proibir tração animal

A proposta do senador foi criticada pelo ex-deputado federal Aldo Rebelo (Foto: Ascom Araraquara)

Em abril, o senador Álvaro Dias (Podemos-PR) propôs o PL 827/2022, que atraiu polêmica também por defender a proibição da utilização de veículos movidos a tração animal e a condução de animais com cargas em todo o Brasil. Com a repercussão, o senador optou por arquivar o projeto de lei (conforme Requerimento 262/2022), que em enquete no site do Senado recebeu somente votos contrários.

A proposta do senador, que dispõe sobre o Estatuto dos Animais, foi criticada pelo ex-deputado federal Aldo Rebelo, que em sua coluna no jornal “O Liberal” a classificou neste início de maio como “inconsequente”.

“O projeto proíbe o uso de animais para tração, encerrando, entre outras, as atividades de milhares de humildes carroceiros, dos proprietários de carros de boi, charretes e animais usados para transporte humano ou de carga…”, alega Rebelo.

Vale lembrar que em algumas cidades brasileiras a tração animal, quando fonte de renda, tem sido substituída no meio urbano por implantação de programas de tração motorizada, para quem pretende continuar realizando fretes; ou por qualificação profissional e colocação no mercado de trabalho, para quem quer mudar de atividade.

Aldo Rebelo também criticou o PL por propor o fim da oferta de animais em leilões, rifas, sorteios e ações beneficentes. “Atividade de grande tradição no Brasil para arrecadar fundos para festas religiosas ou ajudas humanitárias para tratamento de saúde”, declarou Aldo Rebelo.

O PL de Álvaro Dias destaca a necessidade de aperfeiçoamento do reconhecimento da capacidade jurídica animal, além de versar sobre direito das famílias multiespécies e de animais em situação de rua; assim como proibição do extermínio desses animais como forma de controle de natalidade e da eutanásia em situação em que há tratamento, além do direito da liberdade natural da vida silvestre.

O PL 827/2022 também prevê o fim do uso de animais em circos e espetáculos e a proibição do uso de animais em experimentos quando há alternativas, entre outros pontos.

“Levando em conta o estágio das descobertas científicas e das considerações éticas sobre animais é que se propõe, para o Brasil, uma versão diferenciada de Estatuto dos Animais, ao mesmo tempo compatível com a nossa estrutura constitucional de direitos e avançada na realização das promessas constitucionais de efetiva proteção estatal dos animais enquanto sujeitos de determinados direitos fundamentais”, justificou Álvaro Dias quando apresentou o projeto de lei.

“Bem se sabe que a presente proposta de Estatuto pode ser considerada, por alguns, exagerada, mas é dever do parlamento não se furtar ao debate e estar conectado com a vanguarda do pensamento jurídico e moral, de maneira que não deixe o direito ser atropelado pela realidade, mas, pelo contrário, faça das leis instrumento para o avanço da sociedade.”

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Plataforma vegana oferece acesso gratuito a 90 filmes

A plataforma vegana de filmes por streaming VegMovies está oferecendo acesso gratuito a 90 filmes…

12 horas ago

Chega ao Brasil colágeno vegano bioidêntico para produtos alimentícios e de beleza

Como muitos produtos dermocosméticos, incluindo as balas gummies, possuem em suas composições ingredientes de origem…

13 horas ago

O que leva alguém a trabalhar matando animais?

Há inúmeras respostas e inferências sobre o que leva a alguém a trabalhar matando animais.…

15 horas ago

Delivery vegano registra 70% de crescimento no Brasil

No primeiro trimestre de 2022, a foodtech de delivery vegano Veggi teve crescimento de 70%…

1 dia ago

Senado votará PL que proíbe uso de animais no ensino, pesquisa e desenvolvimento de cosméticos

Com parecer favorável do senador e relator Alessandro Vieira (PSDB-SE), o Projeto de Lei da…

2 dias ago

A pedido de consumidores, Argentina determina identificação de produtos veganos

O governo argentino anunciou esta semana a resolução 5/2022, publicada no Diário Oficial, que atualiza…

2 dias ago