Ator de Game of Thrones participa de campanha contra o comércio de cães

“Embora as pessoas possam ter boas intenções, a aquisição de cães por capricho tem consequências terríveis”

Segundo Flynn, é preciso levar em consideração a quantidade de tempo, paciência e dinheiro necessários para cuidar adequadamente dos animais (Imagem: Reprodução)

O ator Jerome Flynn, mais conhecido como Bronn, da série Game of Thrones, da HBO, está participando de uma campanha contra o comércio de cães. Ontem, a organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA) disponibilizou um vídeo em seu canal em que Flynn deixa clara a sua posição em relação ao assunto:

“Embora as pessoas possam ter boas intenções, a aquisição de cães por capricho tem consequências terríveis.” O ator, que sugere que adotar é melhor que comprar, também pede especialmente aos fãs da série Game of Thrones para pararem de comprar cães da raça husky siberiano.

“Abrigos de animais em todo o mundo estão relatando um aumento no número de huskies abandonados porque o comprador, atraído pela aparência do cão, não levou em consideração a quantidade de tempo, paciência e dinheiro necessários para cuidar adequadamente desses animais”, aponta.

Em outro vídeo recente, Jerome Flynn relata que nos tempos da faculdade se apaixonou por uma garota que lhe entregou alguns panfletos explicando o tratamento dispensado aos animais criados para consumo.

“Eu não fazia ideia. Sempre fui um amante dos animais, mas não somos realmente educados para relacionar a comida em nosso prato aos animais que amamos”, diz o ator. Ele acrescenta que se abster do consumo de animais foi uma escolha acertada, e que não sente falta de se alimentar de animais.

Em um terceiro vídeo, Jerome Flynn fala sobre as terríveis condições em que vivem os animais que são mortos precocemente e reduzidos a carne e outros produtos de origem animal.

“Praticamente nenhum dos animais sencientes criados para a alimentação na Grã-Bretanha ou no exterior jamais poderá respirar ar puro, sentir o calor do sol em suas costas, esfregar-se no solo, bicar a grama ou fazer qualquer outra coisa que tornaria sua vida natural ou digna de ser vivida. Suas vidas são miseráveis ​​a partir do momento em que nascem até o dia em que os caminhões chegam para levá-los ao abate”, declara o ator.

Flynn pede que se juntem a ele na rejeição da crueldade contra os animais: “Junte-se a mim na escolha de refeições saudáveis, éticas e veganas.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here