Categorias: NotíciasProdutos

Aveda é reconhecida como marca livre de crueldade animal pela CFI

Nutriplenish, linha da Aveda livre de ingredientes de origem animal e de testes em animais (Foto: Divulgação)

De acordo com informações da organização Cruelty Free International (CFI), a fabricante de cosméticos Aveda agora faz parte do seu programa Leaping Bunny, de marcas que oferecem produtos livres de crueldade animal.

Segundo a CFI, a cada 12 meses a Aveda será auditada como meio de confirmar se sua produção de cosméticos sem ingredientes de origem animal também está sendo mantida livre de testes em animais.

“Para obter a aprovação do Leaping Bunny, a Cruelty Free International verificou que a Aveda não realiza ou terceiriza testes em animais para seus produtos, matérias-primas e ingredientes”, destaca a organização, acrescentando que todos os fornecedores da marca também são avaliados para garantir que atendem todos os critérios do programa.

“Somos líderes em sustentabilidade há mais de 40 anos e estamos orgulhosos de sublinhar este compromisso com o nosso planeta com a nossa aprovação Cruelty Free International Leaping Bunny, o padrão ouro internacionalmente reconhecido para cosméticos livres de crueldade”, diz a presidente global da Aveda, Barbara De Laere.

Ela também avalia que a certificação da CFI agrega mais transparência na relação da marca com os consumidores. O status de Leaping Bunny, concedido à Aveda, se aplica a toda a gama de produtos para cabelos, pele e cuidados com o corpo que são vendidos em milhares de salões e lojas em todo o mundo.

Fundada em 1978, a Aveda tem criado fórmulas veganas para cabelos, pele e corpo, de acordo com a própria marca.

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

O que é a carne?

O que é a carne? Sempre que falamos em carne é mais comum uma primeira…

17 horas ago

Como a violação sexual de animais pode ser normalizada?

Como a violação sexual de animais pode ser institucionalizada e normalizada? Quando fala-se em “reprodução…

2 dias ago

Por que comemos criaturas de vontades?

Não é difícil olhar para um animal e reconhecê-lo como criatura de vontades, porque seu…

3 dias ago

Quem se importa com o sofrimento dos frangos?

No Brasil, há sempre mais frangos sendo transportados para os matadouros do que bovinos e…

4 dias ago

Brasília: Picnik Festival terá área vegana coordenada mais uma vez pela FALA

Em uma edição especial no mês das tradicionais festas juninas, o Picnik Festival terá novamente…

4 dias ago

SP: VegNice realiza mais uma Festa Junina Vegana

No domingo (26), o bairro da Liberdade, em São Paulo (SP), recebe mais uma Festa…

4 dias ago