Brasil mata 16,1 milhões de frangos por dia

Nenhuma guerra, tragédia ou doença na história da humanidade chegou perto de matar tanto em tão pouco tempo

Elevamos a mecânica matança de animais a um novo nível de aperfeiçoamento (Fotos: Food Safety Brazil/Andrew Wong)

Você já deve ter encontrado algum caminhão na estrada ou no perímetro urbano transportando frangos em caixas plásticas. É comum esses animais serem vistos quando estão sendo levados para o matadouro.

Nessas situações, podemos notar algumas penas se movendo, um olhar curioso em direção à estrada ou um bico atravessando as fendas da caixa. Mas você já considerou em algum momento quantos frangos são mortos somente no Brasil a cada ano, mês ou dia?

5,81 bilhões encaminhados aos matadouros em 2019

Parece difícil imaginar que 5,81 bilhões desses animais foram encaminhados aos matadouros brasileiros só em 2019. Chegamos a esse número calculando os dados trimestrais fornecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Isso significa mais de 484 milhões de frangos mortos por mês, 16,1 milhões por dia e 670 mil por hora. Nenhuma guerra, tragédia ou doença na história da humanidade chegou perto de matar tanto em tão pouco tempo.

Na última década do século 19, o escritor russo Liev Tolstói e o geógrafo francês Élisée Reclus já classificavam o abate de animais durante a Segunda Revolução Industrial como um massacre. Imagine o que eles diriam hoje, considerando que à época o número de animais abatidos era surpreendente, mas muito inferior ao atual. Afinal, já se passaram mais de 100 anos.

11,1 mil frangos mortos por minuto

Isso significa que elevamos a mecânica matança de animais a um novo nível de aperfeiçoamento, e que nos permitiu naturalizar ainda mais tais práticas como parte de uma realidade aceitável e mesmo elogiável. Prova disso são situações em que o aumento do número de animais abatidos é comemorado – como se fosse algo louvável.

Isso não parece muito adequado se refletirmos sobre o cenário dos matadouros, onde os frangos, após uma curta vida condicionada pelo mercado, com duração de 30 a 45 dias recebem choques [eletronarcose] para redução de resistência e contração muscular.

Depois são submetidos à sangria, que nada mais é do que a degola realizada enquanto o animal respira e o sangue se esvai. Enquanto relato isso, pelo menos 11,1 mil frangos são mortos por minuto no Brasil, e apenas para terem suas partes consumidas e descartadas em poucos minutos.

Saiba Mais

No Brasil, o trimestre com “menor número” de frangos mortos em 2019 foi o de abril a junho – somando 1,43 bilhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here