Brasil é apontado como o país que mais mata ambientalistas

Só em 2017, a organização Global Witness contabilizou 57 mortes no país

A causa mais comum foi a oposição ao desmatamento, um triste legado no ano em que se lembrou os 30 anos da morte de Chico Mendes (Foto: Rodrigo Baleia/ Greenpeace)

No ano passado, o jornal britânico The Guardian apontou o Brasil como o país que mais mata ambientalistas, sendo responsável por 145 mortes desde 2015. Só em 2017, a organização Global Witness contabilizou 57 mortes no país, colocando o Brasil em primeiro lugar no ranking de crimes associados à defesa do meio ambiente, embora o governo brasileiro tenha negado os resultados do relatório.

A causa mais comum foi a oposição ao desmatamento, um triste legado no ano em que se lembrou os 30 anos da morte de Chico Mendes. “O relatório sobre defensores do meio ambiente mostra como nosso apetite voraz por mais e diferentes produtos alimentícios, por combustíveis fósseis insustentáveis e por minerais é cúmplice desse número de mortes. Transformamos casas e bairros em uma commodity altamente valorizada para empresas e governos que valorizam o lucro acima das pessoas”, lamenta a Global Witness.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here