Brian May diz que seu Natal sem uma “ave morta” sobre a mesa foi pacífico

"A ideia de ter uma ave morta sobre a mesa não é atrativa para mim agora"

“Temos desafiado os méritos de muitas tradições por aqui recentemente. Eu recomendo [que façam isso]” (Foto: Yelim Lee/AFP/Getty Images)

No final de semana, o fundador e guitarrista do Queen, Brian May, compartilhou com seus milhões de seguidores no Instagram que o seu Natal foi “pacífico e esperançoso”.

“Outro destaque foi nosso jantar de Natal sem peru. A ideia de ter uma ave morta sobre a mesa não é atrativa para mim agora, embora tenha feito parte da minha infância.”

Ele defendeu que precisamos rever determinadas tradições. “Temos desafiado os méritos de muitas tradições por aqui recentemente. Recomendo [que façam isso].”

Veganismo é o futuro da humanidade 

Este ano, em entrevista à revista britânica NME, Brian May disse que acredita que o veganismo é o futuro da humanidade, “principalmente agora que a atual crise do coronavírus colocou a humanidade de joelhos”.

Segundo May, este é um momento crucial para as pessoas reavaliarem sua relação com a carne, considerando que o novo coronavírus surgiu motivado pelo hábito humano de explorar e consumir animais.

“Se você quiser se aprofundar, acho que deveríamos olhar novamente se devemos comer animais”, comentou e sugeriu em seguida que comer animais, definitivamente, não é a melhor coisa a se fazer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here