Como me tornei vegano ou vegetariano? – Parte II

O que será que motivou essa mudança? Há muitas formas de alguém repensar o consumo de animais

Ederson Cruz, Fernanda Iara Vater, Gi Silveira e Rodrigo Fernandes (Fotos: Arquivo Pessoal)

Na série “Como me tornei vegano ou vegetariano?”, o VEGAZETA traz depoimentos de pessoas de várias regiões do Brasil, e também de fora do país, que se tornaram veganas ou vegetarianas. O que será que motivou essa mudança? Uma experiência, uma história, um documentário, um filme, um artigo, um livro? Há muitas formas de alguém repensar o consumo de animais. Hoje, compartilhamos um pouquinho da história de transição de Ederson Cruz, Fernanda Iara Vater, Gi Silveira e Rodrigo Fernandes.

Ederson Cruz, de Taubaté (SP):

“Sou vegano há mais de cinco anos. Me recordo que desde jovem dava alguma atenção aos temas ‘animais’ e ‘florestas’ por meio da arte, filmes e também dos cães com quem convivi. Mas foi durante o curso de publicidade e propaganda (2012-2015) que adquiri alguns conhecimentos que me fizeram enxergar melhor o veganismo, despertando a conscientização para os nossos hábitos de consumo. O documentário ‘Terráqueos’ foi a chave para abrir as portas dessa minha jornada pelos animais.”

Fernanda Iara Vater, de Osasco (SP):

Com 12 anos, eu ajudava a minha mãe a limpar as galinhas que ela matava. Então nessa idade mesmo tomei a consciência de que não fazia sentido não comer a do quintal, mas comer a do mercado. Aí com 19 anos, eu morava sozinha e resolvi virar ovolactovegetariana. Fiquei sete anos assim, mas percebi que se eu estava fazendo isso pelos animais não tinha por que continuar consumindo leite, ovos, etc. Aí virei vegan e isso tem cinco anos.”

 Gi Silveira, de São Paulo (SP):

“Me tornei primeiramente vegetariana depois de ter sido tocada por uma cena: uma vaquinha correndo igual a um cachorro em uma fazenda em viagem a Bonito, no Mato Grosso do Sul. Como ainda sentia que faltava algo, um ano e pouco depois assisti ‘Terráqueos’. Chorei horrores e no dia seguinte renasci vegana.”

Rodrigo Fernandes, do Rio de Janeiro (RJ):

“No final de 2008, descobri um tumor maligno no intestino. Em 2009, resolvi virar vegetariano. A princípio por saúde. Em 2014, comecei a ter mais consciência de que não fazia o suficiente e resolvi virar vegano. Trabalhei com contabilidade voltada ao produtor rural e pude perceber como os animais eram tratados como mercadorias. Assisti ‘Terráqueos’ e decidi que nunca mais iria me alimentar de animais ou derivados, e tentar tirar da minha vida sempre que soubesse e pudesse toda e qualquer forma de exploração animal.”

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here