Consumidores querem mais opções veganas que substituem peixes e frutos do mar

abillion: “Testemunhamos um crescimento robusto do interesse do consumidor"

Em dez anos, o mercado de alternativas aos peixes e frutos do mar pode gerar uma receita de mais de R$ 8,3 bilhões (Foto: New Wave Foods)

Hoje, há um número crescente de consumidores interessados não apenas em alternativas à carne bovina, de frango e suína, mas também em mais opções veganas que substituem peixes e frutos do mar, considerando desde preocupações com a própria saúde em relação ao risco de contaminação envolvendo animais aquáticos até sustentabilidade.

Com uma maior demanda por esses produtos, um levantamento da abillion concluído na semana passada estima que em dez anos o mercado de alternativas aos peixes e frutos do mar gere uma receita de mais de R$ 8,3 bilhões, com uma surpreendente taxa de crescimento anual composta de 28%.

“Testemunhamos um crescimento robusto do interesse do consumidor em comparação a taxas mais moderadas de expansão na disponibilidade de produtos/pratos”, informam Emily Dothe e Ravi Gopalan, da abillion, acrescentando que do início de 2020 para cá há muito mais pessoas buscando alternativas mais éticas de consumo.

Vale frisar que sobrepesca, captura acidental de animais aquáticos e impacto ambiental das cadeias de abastecimento têm sido grandes impulsionadores de mudanças de consumo, até porque há mais informações disponíveis globalmente sobre as consequências da pesca comercial, principalmente em grande escala, que abrange um mercado que chega ao maior número de consumidores.

Mais de 800 mil avaliações

Hoje, a inovação no desenvolvimento de produtos que imitam o sabor e a textura dos peixes e frutos do mar, aliada a uma preocupação em oferecer qualidade nutricional, o que é essencial, tem potencial para ampliar ainda mais esse mercado.

Com as ofertas considerando as impressões dos consumidores que já estão avaliando os produtos disponíveis em diversas partes do mundo, a mudança pode ser maior e mais positiva. O que mostra também como há mais interessados nessas alternativas é que somente a abillion recebeu em seu aplicativo mais de 800 mil avaliações de consumidores sobre opções veganas que substituem peixes e frutos do mar.

Isso representa 9,4 vezes mais em comparação ao início de 2020. Ou seja, em apenas um ano. O aumento das avaliações desses produtos tem sido excepcional em países como Espanha, Argentina e Reino Unido, e acredita-se que a pandemia de covid-19 tenha ajudado a impulsionar a busca por alternativas aos peixes e frutos do mar, e que sejam sustentáveis.

“Mais de 25% dos peixes e frutos do mar do mundo vêm apenas da China, Noruega e Vietnã, destacando a dependência global das rotas comerciais com esses países. A produção de opções livres de peixes, por outro lado, reduz significativamente as barreiras impostas pelas limitações de localização, permitindo que as empresas se instalem próximas de onde está a demanda”, destacam Emily Dothe e Ravi Gopalan.

Espanha e Reino Unido

Eles apontam também que restaurantes do mundo todo estão reconhecendo a importância da oferta de alternativas. Hoje, Espanha e Reino Unido lideram o mercado das opções de peixes e frutos do mar à base de vegetais. O primeiro já tem versões veganas de camarão e lagostim, e que foram avaliados pela abillion como muito parecidos com os verdadeiros, o que tem contribuído muito para elevar a demanda.

Já em Singapura, 87% das alternativas à base de vegetais de peixes e frutos do mar são oferecidas em restaurantes, ou seja, por meio de food service, e o interesse por esses produtos tem crescido bastante com base no alto número de avaliações.

“O consumidor alemão médio também mostra maior interesse em pratos e produtos sem peixe em comparação com outros mercados, destacando potenciais oportunidades.”

Saiba Mais

A abillion é uma plataforma voltada a impacto social e sustentabilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here