Coronavírus: escola leva comida vegana aos mais vulneráveis

A Made In Hackney, de Londres, decidiu interromper suas atividades para preparar e entregar comida vegana para os mais necessitados

Para levar a iniciativa adiante, a escola criou uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo (Foto: Divulgação/Made in Hackney)

Ciente de que a pandemia de coronavírus pode dificultar ainda mais a vida de muitas pessoas em situação de vulnerabilidade social, a Made in Hackney, uma escola de culinária sediada em Londres, decidiu interromper suas atividades para preparar e entregar comida vegana para os mais necessitados.

Além de pratos saudáveis que ajudam a fortalecer o sistema imunológico dos beneficiados, os envolvidos no ato solidário também avaliam o bem-estar de cada pessoa e verificam ainda se há necessidade de mais algum tipo de ajuda ou doação.

Para levar a iniciativa adiante, a escola criou uma campanha de financiamento coletivo e já arrecadou o equivalente a mais de R$ 167 mil, de uma meta que equivale a pouco mais de R$ 179 mil.

O que ajudou a escola a arrecadar o dinheiro em um curto período de tempo, além da boa divulgação, é que ela já havia realizado inúmeras ações em benefício de pessoas em situação de vulnerabilidade social – por meio de cursos de culinária e de desenvolvimento e aperfeiçoamento de habilidades.

A Made in Hackney diz que, independente de época, sua missão é alimentar uma população crescente de forma ética e sustentável, além de ajudar a proporcionar mais saúde a pessoas que ganham pouco ou que pertencem a grupos marginalizados.

A escola também ministra cursos de apoio ao empreendedorismo local voltado às formas mais éticas de alimentação, assim como ações que visam melhorar a relação entre comunidades para melhorar a coesão social e tornar o ambiente urbano mais ecológico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here