Críticas sobre ser vegano não incomodam Joaquin Phoenix

Phoenix disse que ele tem a oportunidade de usar sua popularidade para ampliar a voz dos ativistas que estão lá fora todos os dias ou semanalmente

Ator vegano tem se tornado cada vez mais ativo na luta pelos direitos animais (Foto: Getty)

Em entrevista disponibilizada ontem (5) pela Plant Based News em seu canal no YouTube, o ator vegano Joaquin Phoenix, que participou da ação pró-veganismo “The Earthlings Experience” no centro de Londres no domingo (2), deixou claro que críticas sobre ser vegano não o incomodam. E por um motivo bem simples:

“Porque não presto atenção nisso”, disse Phoenix a Klaus Mitchell, da PBN. O ator vegano também foi questionado sobre o seu crescente ativismo em defesa dos animais.

Segundo Joaquin Phoenix, isso foi ocorrendo naturalmente com o tempo. Ele também explicou que é uma oportunidade de usar sua popularidade para ampliar a voz dos ativistas que estão lá fora todos os dias ou semanalmente.

Com a sua característica modéstia, Joaquin Phoenix, que é vegano há 42 anos, também disse recentemente que tem aprendido muito desde que decidiu assumir uma postura que ele considera mais ativa em relação ao veganismo e à luta pelos direitos animais.

O que é o Earthlings Experience?

É uma ação em que ativistas usam máscaras e exibem trechos do documentário “Earthlings”, lançado no Brasil como “Terráqueos”, que é narrado por Joaquin Phoenix. Enquanto isso, outros ativistas destacam a importância do veganismo e conversam com os passantes, inclusive distribuindo material informativo.

“Nós chegamos como senhores da Terra, com estranhos poderes de terror e misericórdia. O ser humano devia amar os animais como o experiente ama o inocente, e como o forte ama o vulnerável. E quando somos tocados pelo sofrimento dos animais, aquele sentimento fala bem de nós, mesmo se o ignoramos”, narra Joaquin Phoenix, parafraseando “Rei Lear”, de Shakespeare, no final de “Terráqueos”.

E acrescenta: “Aqueles que dispensam o amor pelas outras criaturas, como o puro sentimentalismo, ignoram uma parte importante e boa da humanidade. Mas nenhum humano vai perder nada ao ser gentil com um animal. E, na verdade, faz parte de nosso propósito dar-lhes uma vida feliz e longa. Na floresta, o Rei Lear pergunta a Gloster: ‘Como você vê o mundo?’ E Gloster, que é cego, responde: ‘Vejo-o porque o sinto.’”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here