Destaques

Dia Mundial pelo Fim do Especismo destaca importância do veganismo

Foto: Andrew Skowron

Neste sábado (28) é celebrado o Dia Mundial pelo Fim do Especismo, data que destaca a importância do veganismo como meio de combate à exploração de animais para consumo, entretenimento, transporte ou qualquer outra finalidade.

Cunhado pelo psicólogo britânico Richard D. Ryder em 1970, o termo especismo se refere a uma forma de discriminação que se baseia no fato de que por considerar outros seres sencientes inferiores o ser humano ignora seus interesses em não sofrer.

Afinal, se não fosse pela crença de que podemos usar os animais como quisermos, não ponderando sobre o mal que causamos às outras espécies, não teriam sido mortos nos matadouros do Brasil, por exemplo, 6,037 bilhões de frangos, suínos e bovinos somente em 2020, conforme dados coletados pela Vegazeta junto ao IBGE.

Sem dúvida, um número já elevado, que equivale a 28 vezes a população brasileira em quantidade de indivíduos, e sem considerar outros animais, como os peixes – que são as maiores vítimas do sistema alimentar global.

É chocante saber que o Brasil manteve uma média mensal de 503 milhões de animais abatidos em 2020 – chegando a 16,76 milhões por dia e mais de 698 mil por hora. Para não fortalecer essa cadeia de violência nem contribuir com sua manutenção é preciso despertar para o imperativo moral que preconiza o veganismo.

Sempre podemos mudar

Ou seja, rejeitar a ideia de que animais são produtos, bens móveis, meios para um fim e não devem ser considerados moralmente. Afinal, se fossem, não seriam explorados nem mortos em nosso benefício. Se isso acontece é porque não os reconhecemos como sujeitos de uma vida, como já ressaltava o filósofo moral Tom Regan.

Mas sempre podemos mudar e apresentar razões para motivar os outros a fazerem o mesmo – o que também justifica a existência das manifestações globais do Dia Mundial pelo Fim do Especismo.

E claro, benefícios não faltam para ser vegano, já que estender empatia e respeito a outras espécies, incluindo-as em nosso círculo moral, além de beneficiá-las, contribui com a diminuição do impacto gerado no planeta por meio da agropecuária e da pesca comercial.

No Brasil, manifestações do Dia Mundial pelo Fim do Especismo foram confirmadas para o domingo (29) no Rio de Janeiro e em São Paulo pelos grupos Direct Action Everywhere (DxE) e Vozes em Luto.

Clique aqui para ter acesso à agenda.

Gosta do trabalho da Vegazeta? Colabore realizando uma doação de qualquer valor clicando no botão abaixo: 

David Arioch

Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)

Posts Recentes

Plataforma vegana oferece acesso gratuito a 90 filmes

A plataforma vegana de filmes por streaming VegMovies está oferecendo acesso gratuito a 90 filmes…

12 horas ago

Chega ao Brasil colágeno vegano bioidêntico para produtos alimentícios e de beleza

Como muitos produtos dermocosméticos, incluindo as balas gummies, possuem em suas composições ingredientes de origem…

13 horas ago

O que leva alguém a trabalhar matando animais?

Há inúmeras respostas e inferências sobre o que leva a alguém a trabalhar matando animais.…

15 horas ago

Delivery vegano registra 70% de crescimento no Brasil

No primeiro trimestre de 2022, a foodtech de delivery vegano Veggi teve crescimento de 70%…

1 dia ago

Senado votará PL que proíbe uso de animais no ensino, pesquisa e desenvolvimento de cosméticos

Com parecer favorável do senador e relator Alessandro Vieira (PSDB-SE), o Projeto de Lei da…

2 dias ago

A pedido de consumidores, Argentina determina identificação de produtos veganos

O governo argentino anunciou esta semana a resolução 5/2022, publicada no Diário Oficial, que atualiza…

2 dias ago