DiCaprio faz campanha contra comércio de animais silvestres

Ator chamou atenção para a relação entre a má intervenção na vida silvestre com os riscos de surgimento de novas pandemias como a covid-19

Ator publicou foto em que chama atenção para o comércio de animais silvestres (Fotos: Getty/Instagram/Leonardo DiCaprio)

O ator e produtor Leonardo DiCaprio tem feito campanha contra o comércio de animais silvestres. Ele chamou atenção para a relação entre a má intervenção na vida silvestre com os riscos de surgimento de novas pandemias como a covid-19.

Nos EUA, Dicaprio está promovendo o Projeto de Lei 4.749, também conhecido como “Ato de Prevenção de Pandemias”, dos senadores Cory Booker (D-NJ) e John Cornyn (R-TX), que exige que o governo trabalhe em parceria com outros governos e a iniciativa privada para acabar com o comércio de animais silvestres.

O ator defende que é uma medida importante para impedir que tenhamos problemas ainda maiores com as doenças zoonóticas no futuro. A atitude do ator e produtor foi elogiada no Instagram, mas outros seguidores destacaram que há outras mudanças que devem ser considerado para evitar o surgimento de mais pandemias.

Seguidor disse que é preciso parar de comer carne

“Um grande passo para reduzir futuras pandemias seria não comer carne. A pecuária é a principal causa da perda de habitat [da vida silvestre]”, comentou um de seus seguidores no Instagram.

Vale lembrar que este mês Leonardo DiCaprio, compartilhou um vídeo em que a líder indígena Nemonte Nequimo pede que os presidentes do Brasil, Colômbia, Bolívia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela não sejam negligentes em relação à devastação da Amazônia e ao massacre dos povos indígenas da região.

DiCaprio começou a se preocupar com questões ambientais em 1998 e hoje é um dos porta-vozes mais famosos quando se trata do impacto das mudanças climáticas, inclusive assinando a produção de diversos documentários sobre o tema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here