Encontros de filosofia animal de grupos da USP e Universidade de Lisboa começam amanhã

O grupo de leitura “Filosofia Animal” tem como objetivo ler e discutir textos clássicos e contemporâneos que trabalhem a questão do lugar ético dos animais (Foto: AP)

Terão início amanhã (16), às 10h no horário de Brasília e às 14h no horário de Lisboa, os encontros on-line do grupo de leitura “Filosofia Animal”, criado pelo grupo Praxis, do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, e grupo de ética e direitos animais do Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).

Os encontros por meio da plataforma Zoom estavam previstos para começar na semana passada, mas houve um problema técnico com um programa da Universidade de Lisboa.

“Em decorrência, a data de término dos encontros será alterada para o dia 18 de junho, uma semana a mais do que o previsto”, informa Luanda Francine, do Diversitas, que é uma das organizadoras do grupo em parceria com Dirk Michael Hennrich, do Praxis.

O evento on-line realizado às sextas-feiras é aberto ao púbico e o primeiro módulo é sobre o livro “O animal que logo sou”, do filósofo franco-magrebino Jacques Derrida.

O grupo de leitura “Filosofia Animal” tem como objetivo ler e discutir textos clássicos e contemporâneos que trabalhem a questão da animalidade e a questão do lugar ético e legal dos animais no âmbito da ontologia, da política e da atual crise ecológica.

Clique aqui para ter acesso ao link para participar dos dez encontros.

David Arioch: Jornalista e especialista em jornalismo cultural, histórico e literário (MTB: 10612/PR)